Inflação pelo IPC-S recua na primeira semana de maio

LinkedIn

O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) observado na primeira semana de maio apresentou variação de 0,32%. O valor é inferior ao da taxa divulgada na apresentação passada, informou a Fundação Getulio Vargas nesta terça-feira (08).

Quatro das oito classes observadas apresentaram desaceleração em suas taxas.A maior contribuição partiu do grupo Transportes (0,07% para -0,03%).

Na mesma linha, também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Saúde e Cuidados Pessoais (1,12% para 1,09%), Educação, Leitura e Recreação (0,12% para 0,09%) e Vestuário (0,60% para 0,59%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: salão de beleza (0,37% para 0,33%), salas de espetáculo (2,54% para 2,05%) e roupas masculinas (0,59% para 0,39%), respectivamente.

Por outro, os grupos Habitação (0,26% para 0,30%) e Comunicação (0,07% para 0,08%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, as maiores contribuições partiram dos itens: tarifa de eletricidade residencial (0,78% para 1,29%) e mensalidade para TV por assinatura (1,14% para 1,45%), respectivamente.

Os grupos Alimentação e Despesas Diversas repetiram a taxa de variação registrada na última apuração, 0,29% e 0,13%, respectivamente. As principais influências em sentido ascendente foram: hortaliças e legumes (3,81% para 5,78%) e alimentos para animais domésticos (-0,86% para 0,06%). Em sentido descendente partiram dos itens: frutas (3,17% para 1,57%) e clínica veterinária (1,32% para 0,47%).

Deixe um comentário