PETR4 e VALE3 - Entre Médias Móveis e com Semanal Pesado

Google+ LinkedIn

PETR4 e VALE3 – Entre Médias Móveis e com Semanal Pesado

De forma bastante simples, aliás como é do meu feitio, quero dizer o seguinte:

Entre Médias Móveis, sugere Lateralização.

Semanal Pesado: nos primeiros pregões desta Semana o movimento é de Baixa significativa.

 

(BOV:PETR4) – Gráfico Diário

BOV^PETR4 - 22 Mai 2018 22:33

Para ilustrar melhor a minha análise segmentei o gráfico em três regiões: 1,2 e 3 a serem apresentadas.

Podemos observar que no gráfico diário, a tendência recente (17/05) é de baixa. Esta tendência, desde seu início, vem sendo ratificada pelo seu saldo de Volume (OBV).

No caso do Gráfico Semanal (não demonstrado aqui), a tendência está indefinida. Uma observação importante nesta periodicidade (semanal) é que o Ativo não está entre as Médias Móveis e sim se dirigindo a uma delas. A Média Móvel de 8 dias. Atualmente esta Média se encontra na região de 23,20. Esta Média Móvel tem se demonstrado ser uma boa região de suporte ao preço, então: atenção.

Retornando ao Gráfico Diário, podemos perceber que o preço vem respeitando a região atual entre as Médias Móveis de 8 e de 20 dias, respectivamente, 25,90 e 24,15 – região 1.  Aliás, a mínima deste ativo no último pregão foi exatamente 24,15. Sem problemas para quem já está acostumado a negociar em regiões de Lateralização, mas, sinceramente prefiro caminhos mais livres. Acima ou abaixo destes limites. Acima ou abaixo desta região entre as Médias Móveis. Mas, cada trader, operador tem sua estratégia.

Então, boas oportunidades, menos estressantes, na minha visão serão as seguintes:

A perda de 24,15 poderá levar o preço a região de 21,97 – região 2. A superação de 25,29 poderá levar o preço as seguintes regiões: 26,29 e 27,60. (parte da região 1 e região 3)

Um ponto importante e que não deverá ser desprezado: nesta quarta (23/05) haverá a divulgação dos estoques de petróleo bruto nos EUA. Será as 11h:30min.

 

(BOV:VALE3) – Gráfico Diário

BOV^VALE3 - 22 Mai 2018 22:35

Para ilustrar melhor a minha análise, também segmentei o gráfico em três regiões: 1,2 e 3 a serem apresentadas.

Podemos observar que no gráfico diário, a tendência recente (21/05) é de baixa. Esta tendência, desde seu início, vem sendo ratificada pelo seu saldo de Volume (OBV).

No caso do Gráfico Semanal (não demonstrado aqui), a tendência também está indefinida. Uma observação importante nesta periodicidade (semanal) é que o Ativo também não está entre as Médias Móveis e sim se dirigindo a uma delas. A Média Móvel de 8 dias. Atualmente esta Média se encontra na região de 49,14. Esta Média Móvel tem se demonstrado ser uma boa região de suporte ao preço. No caso deste ativo esta Média tem recebido a ajuda da Média Móvel de 20 dias, atualmente na região de 45,39. Então: um pouco mais de atenção.

Retornando ao Gráfico Diário, podemos perceber que o preço após entrar na região entre as Médias Móveis vem as respeitando. No caso as Médias são as de 8 e de 20 dias, respectivamente, 54,11 e 51,12 – região 1, nos dias de hoje.  Sem problemas para quem já está acostumado a negociar em regiões de Lateralização, mas, sinceramente, conforme comentei na análise anterior, prefiro caminhos mais livres. Acima ou abaixo destes limites. Acima ou abaixo desta região entre as Médias Móveis. Mas, cada trader, operador tem sua estratégia.

Então, boas oportunidades, menos estressantes, na minha visão serão as seguintes:

A perda de 51,87 poderá levar o preço a região de 51,12  – ainda na região 1. A perda da região de 51,12 poderá levar o preço a região de 48,91 já na região 2. A superação de 53,06 – ainda na região 1, poderá levar o preço as seguintes regiões: 54,12 e 56,00. (parte da região 1 e região 3)

Cenários para PETR4 e VALE3: enquanto permanecerem entre as Médias Móveis apresentadas acima – Indefinido.

Não custa nada lembrar que, o rompimento da Médias não será, de forma definitiva, uma certeza de que a tendência se tornou consistente, seja de alta ou de baixa. Lembro a todos aquele velho conhecido, o retorno a região de rompimento – o pullback. Este velho conhecido pode aparecer ou não, então: cuidado.

 

Calendário Econômico: (EUA – eventos mais importantes)

Finalizando, sugiro sempre a utilização de limites de perdas em suas operações.

Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal Fluminense - RJ. Cursos de Pós-Graduação na Área Financeira. Atua há 18 anos em Instituição Financeira – CAIXA Econômica Federal, sendo Gerente nas seguintes áreas: Varejo - atendimento a Clientes Pessoa Física no Segmento Personalizado e Pessoas Jurídicas nos Segmentos Privado e Público; Asset Manegement - Área de Produtos - Fundos de Investimentos; Risco Corporativo; Produtos de Pessoa Física; Projetos, Planejamento Estratégico e Processos. Certificado em Gerenciamento de Projetos - Project Management Professional pelo Project Managemente Institute - USA. Atualmente exercendo suas funções na CAIXA Seguridade Participações S.A. na Área de Processos.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.