Alta generalizada com discurso de Mnuchin

LinkedIn

Os mercados se assustaram com uma falsa notícia, veiculada através de um site americano de notícias, de que Donald Trump pretendia retirar os Estados Unidos da Organização Mundial do Comércios. Há pouco, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, desmentiu a informação de que Trump quer retirar o país da OMC. Mnuchin adicionou ainda que não se trata de uma guerra comercial, e sim uma disputa comercial. Utilizando a semântica ao seu favor, os principais índices acionários gozam de uma alta generalizada. O índice composto da Ásia registrou alta de 1%, assim como o principal índice composto da Europa. Destaque para Xangai, que inverteu sua tendência de baixa com uma alta de 2%. As bolsas de Frankfurt e Paris são destaques na Europa, após acordo imigratório. A trajetória dos índices futuros em Wall Street não é diferente, sinalizando uma abertura de alta no último pregão da semana.

Junto ao bom desempenho na bolsa de Xangai, o yuan deixou de cair em relação ao dólar. Os agentes reagiram ao noticiário de que o Banco Popular da China deve intervir caso a moeda chinesa continue a sofrer uma depreciação. Ainda no câmbio, o euro tem uma firme alta (0,7%, a US$ 1,165) com o já citado acordo imigratório. Essa alta pressiona o índice para o dólar, que retorna ao nível de 94,7. O mercado internacional de juros apresenta divergência; a t-note 10 anos dos EUA sobe a 2,844%. Já nas commmodities, os metais básicos e os preços do petróleo registram alta.

Finalmente na agenda econômica do dia, o destaque é o PCE dos EUA. O núcleo do PCE registrou alta de 0,2%, em linha com as expectativas do mercado. Pelo vigésimo novo mês consecutivo, houve um aumento acelerado nos gastos do consumidor, que subiram de forma mais rápida em relação à poupança.

 Brasil

No Brasil, a taxa de desemprego no trimestre de março a maio foi encerrada em 12,7%, abaixo da taxa de desemprego para o mesmo período de 2017 (13,3%). Em relação ao trimestre de dezembro de 2017 a fevereiro (12,6%), a taxa de desemprego mostrou estabilidade. Nesta comparação, o nível de ocupação sofreu uma redução, e o desemprego caiu devido ao desalento.

O mercado de juros é de alta, mesma tendência do dólar. O índice Bovespa se alinha ao exterior, com alta de 1,5%. Os ativos do setor de consumo, imobiliário, financeiro e de materiais básicos têm bons rendimentos.

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.