Bom dia, Investidor! 04 de junho de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré-Market

O mercado financeiro inicia a semana ainda repercutindo o pedido de demissão do presidente da Petrobras, Pedro Parente, e há quem diga que as ações da petrolífera hoje podem tanto voltar a subir, aproximando-se da faixa de R$ 20, quanto buscar novos fundos, ficando mais barata que o litro da gasolina. Vai depender da torcida do investidor sobre o futuro da empresa..

A notícia sobre a saída de Parente, anunciada durante o pregão doméstico da última sexta-feira, elevou as incertezas locais e colocou em xeque a política de preços da companhia. Já a escolha por Ivan Monteiro, um funcionário de carreira no Banco do Brasil, não reduz a percepção de ingerência política na petrolífera, mantendo o desconforto entre os investidores.

A essa sensação de retrocesso na estatal soma-se a preocupação com a situação fiscal, em meio à renúncia feita pelo governo para aliviar a carga de impostos sobre o diesel e a compensação via a reoneração da folha de pagamento, o setor exportador e os gastos sociais. Tudo isso contribui para manter os negócios locais pressionados, diante das consequências deixadas pela greve dos caminhoneiros à economia brasileira.

Com isso, merece atenção hoje a revisão das expectativas do mercado financeiro no relatório Focus, do Banco Central (8h25). O documento deve trazer nova queda na estimativa para o crescimento econômico (PIB) neste ano, em meio à parada na atividade, e mais um aumento na previsão para o dólar, que terminou a semana passada no maior patamar em mais de dois anos, próximo à faixa de R$ 3,80.

No caso da Petrobras, a renúncia de Parente levou as ações da companhia a uma queda de quase 15% na última sessão, sendo que a maior alta ficou justamente com a empresa mais cotada para receber o agora ex-Petrobras na presidência: a BRF. Hoje, os papéis da petrolífera devem reagir à definição do substituto no comando, anunciado após o fechamento.

Leia: Pré-Market: Petrobras: Quem desdenha, quer comprar

Destaques corporativos 

Petrobras (BOV:PETR4): A Petrobras afirmou para o governo que está disposta a discutir a atual política de reajuste diário da gasolina e alongar os períodos das mudanças de preços do combustível ao consumidor.

Suzano (BOV:SUZB3): A Suzano Papel e Celulose permanece avaliando a hipótese de emitir bônus no mercado internacional.

Gol (BOV:GOLL4): Em comunicado enviado ao mercado, a Gol informou que cancelou apenas 12 vôos dos 7.275 programados durante o período da paralisação dos caminhoneiros.

Oi (BOV:OIBR4): A Oi informou nesta sexta-feira (01), que os credores de suas subsidiárias holandesas aprovaram o seu plano de recuperação judicial. A decisão assegura que o plano de recuperação tenha efeito para credores e partes interessadas em outros territórios fora do Brasil

Petrobras (BOV:PETR4): O mercado financeiro acredita que o pedido de demissão de Pedro Parente em pleno pregão, chamou mais atenção do mercado do que a própria saída do executivo do comando da companhia.

Recomendações de ativos 

Carteira Recomendada: A carteira mensal da Benndorf para o mês de junho conta com os ativos da Itaúsa  (BOV:ITSA4), São Martinho (BOV:SMTO3), Raia Drogasil (BOV:RADL3), Cesp (BOV:CESP6) e Tenda (BOV:TEND3). Os ativos substituíram os papéis da Usiminas (BOV:USIM5), Petrobras (BOV:PETR4), Copasa (BOV:CSMG3), MRV (BOV:MRVE3) e Valid (BOV:VLID3).

Notícias

Facebook: O Facebook perdeu a preferência entre jovens, sendo ultrapassado por YouTube, Instagram e Snapchat. A conclusão é de uma pesquisa divulgada nesta semana pelo Centro de Pesquisas em Internet e Sociedade Pew Research Center, grupo de investigação sediado nos Estados Unidos e famoso internacionalmente.

Relatório Focus: No Boletim Focus desta segunda-feira (4), os analistas do mercado financeiro elevaram sua expectativa de inflação para 2018 e reduziram a previsão do crescimento do PIB. De acordo com os economistas dos bancos, a inflação de 2018 avançou para 3,65%, enquanto o PIB foi rebaixado para 2,18%.

Minério de Ferro: Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na China, iniciaram a semana com queda de 1,72% a 457,0 iuanes por tonelada.

Agenda econômica CapturadeTela2018-06-04às09.16.25

Deixe um comentário