Bom dia, Investidor! 18 de junho de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

A Copa do Mundo de Futebol correndo em horário comercial enquanto os mercados financeiros funcionam normalmente não alivia a tensão do investidor com o início de uma guerra comercial entre Estados Unidos e China nem com a maior volatilidade nos ativos de risco após ficar claro que a taxa de juros norte-americana vai subir quatro vezes neste ano.

Os jogos na Rússia até podem oferecer alguns de momentos de distração, com algumas surpresas no mercado surgindo bem na hora mais esperada da partida. Mas isso não deve suavizar a preocupação nos negócios. O cenário global continua sendo de muito estresse e a escalada dos conflitos comerciais, com Pequim retaliando Washington, pesam no exterior.

Os índices futuros das bolsas de Nova York exibem perdas aceleradas nesta manhã, prejudicando a abertura do pregão na Europa, após uma sessão de queda na Ásia. Contudo, o feriado na China hoje atenua a pressão negativa, mas o aumento do confronto entre as duas maiores economias do mundo inibem o apetite por risco.

Com isso, o dólar ganha terreno das moedas rivais. O euro é pressionado pela política de imigração na Europa, que ameaça a coalizão do partido da chanceler alemã Angela Merkel, ao passo que a libra esterlina cai antes de mais um debate no Parlamento britânico sobre o Brexit. Nas commodities, o petróleo tem queda firme, antes da reunião do cartel da Opep.

Leia: Pré-Market: Copa do Mundo não desvia atenção dos mercados

Destaques Corporativos 

Eletrobras (BOV:ELET6): O valor atual das dívidas da Eletrobras é a principal preocupação dos interessados em participar do leilão das seis distribuidoras da companhia. Segundo o edital publicado na última sexta-feira (15), os investidores terão que desembolsar cerca de R$ 10 bilhões para liquidar pelo menos uma parte das dívidas.

Oi (BOV:OIBR4): O plano de recuperação judicial da Oi, homologado no Brasil em dezembro do ano passado, foi aprovado nesta sexta-feira (15), pelos Estados Unidos. O plano já havia sido aprovado pelos credores das subsidiárias holandesas Portugal Telecom Internacional Finance e a Oi Brasil Holdings Coöperatief (Oi Coop) no começo deste mês

BRF (BOV:BRFS3): A gestora americana BlackRock diminui sua participação no capital social da BRF de 5,05% para 4,99% das ações ordinárias.

Petrobras (BOV:PETR4): Em nota enviada ao mercado, a Petrobras informou que o Tribunal Regional Federal da 5ª região (TRF-5) negou pedido de liminar que requeria a suspensão do processo de venda de dez campos terrestres de petróleo em Sergipe. Dessa forma, o processo de venda dos campos de Angelim, Aguilada, Aruari, Brejo Grande, Ilha Pequena, Atalaia Sul, Sirizinho, Castanhal, Mato Grosso e Riachuelo seguem adiante.

Banco do Brasil (BOV:BBAS3): Para concorrer diretamente com o banco Santander e com Nubank, o Banco do Brasil decidiu lançar um cartão crédito sem anuidade, que poderá ser solicitado por aplicativo também por quem não é cliente do banco.

São Martinho (BOV:SMTO3): A Raízen Energia e a São Martinho fecharam acordo para assumir a moagem de 1 milhão de toneladas de cana que são processadas pelo Grupo Furlan, na usina de Santa Bárbara d’Oeste (SP). A negociação levantará cerca de R$ 180 milhões para a Usina Furlan.

Google (BOV:GOGL34): O Google anunciou na manhã desta segunda-feira (17) que vai investir US$ 550 milhões na varejista on-line chinesa JD.com. O principal objetivo do investimento, segundo o Google, é aprofundar suas relações com a China e fortalecer sua presença no e-commerce.

BRF (BOV:BRFS3): Em função dos prejuízos ocasionados pela paralisação dos caminhoneiros, a BRF informou que irá reajustar os seus preços em 10%.

Recomendações de Ativos 

JBS (BOV:JBSS3): O banco JPMorgan elevou o preço-alvo da JBS de R$ 9,50 para R$ 11. A recomendação do ativo também foi revisada, passando de neutra para outperform.

Duratex (BOV:DTEX3): A equipe do Bradesco BBI optou por manter recomendação outperform no papel da Duratex, com preço-alvo de R$ 12.

Bradesco (BOV:BBDC4): O banco Morgan Stanley cortou o preço-alvo da ADR do Bradesco para US$ 8,20.

Notícias

Relatório Focus: Os analistas responsáveis pela elaboração do Relatório Focus desta segunda-feira (17), elevaram novamente a estimativa de inflação para 2018, passando de 3,82% para 3,88%, registrando a quinta alta seguida do indicador. Com relação ao resultado do PIB em 2018, os analistas reduziram suas estimativas de crescimento, passando de 1,94% para 1,76%.

PIS/Pasep: Começa nesta segunda-feira (18), o saque do Fundo PIS-Pasep para quem tem a partir de 57 anos. Nesta primeira etapa, serão contemplados aproximadamente 4,7 milhões de cotistas, no total de R$ 8,61 bilhões – 2,9 milhões com direito ao PIS (R$ 4 bilhões) e 1,8 milhão com direito ao Pasep (R$ 4,61 bilhões).

Agenda Econômica

 BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados da segunda leitura do Indice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) referentes a junho.

* O Banco Central (BC) divulga às 8h30 o Relatório Focus com as previsões do mercado para a economia.

* O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) divulga às 15h os dados da balança comercial até a última semana.

ESTADOS UNIDOS
* O índice de confiança das construtoras de junho será publicado às 11h pela NAHB. Em maio, o índice subiu a 70 pontos, de 68 pontos em abril.
EUROPA E ÁSIA
* China: as bolsas de Xangai e Hong Kong permanecem fechadas em função de um feriado.

* Eurozona: o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, fará discurso às 16h num fórum do BCE em Sintra, Portugal.

Deixe um comentário