BTG Pactual compra empresa com 900 assessores para distribuir fundos, investimentos e crédito no varejo

LinkedIn

Como parte de sua estratégia de ampliar a presença junto ao investidor de varejo de alta renda, o banco BTG Pactual anunciou a compra de 100% da Network Partners, empresa fundada em 2015 com aproximadamente 900 assessores individuais, vinculados a cerca de 300 escritórios independentes em todo o país.  São agentes autônomos, corretores, correspondentes bancários, consultores de investimento e gestores que atendem pessoas físicas e jurídicas e que passarão a oferecer os produtos do próprio BTG ou distribuídos por ele. A lista de opções inclui investimentos, previdência individual e corporativa, crédito, carteiras de precatórios, hedge cambial, derivativos, commodities, fiança bancária, seguros, resseguros e assessoria em fusões e aquisições (M&A), entre outros produtos do banco.

A estratégia é semelhante à que permitiu à XP Investimentos montar a maior corretora independente do Brasil, por meio de agentes autônomos que servem de canal de distribuição de produtos por todo o país, mas sem uma relação formal de emprego, o que reduz bastante o custo em relação aos bancos e suas agências, por exemplo. A ideia é fortalecer a operação de varejo da instituição, o BTG Pactual Digital, criado em 2016, e que oferece versões de fundos de investimento mais sofisticados e de gestores famosos por valores menores de aplicação em sua plataforma via internet.

Chegar a 10% do varejo em quatro anos

Segundo o BTG, a aquisição da Network Partners, já aprovada pelo Banco Central (BC), “adiciona grande conhecimento e experiência sobre o crescente mercado de assessores independentes de investimentos”. A operação permitirá que o banco de atacado aumente sua capilaridade em todo o país, ampliando também a distribuição de produtos financeiros dos mercados nacional e internacional. “Nossa meta com os novos parceiros é conquistar cerca de 10% do total em investimentos no mercado de varejo em quatro anos”, afirma Roberto Sallouti, sócio e presidente do BTG Pactual.

Para Marcelo Flora, sócio responsável pelo BTG Pactual digital, a tecnologia atual possibilita essa revolução no atendimento bancário, pois permite ganho de escala e redução de custos, com benefícios a clientes de todas as faixas de patrimônio. A queda dos juros no país e a alta volatilidade dos mercados de câmbio e de ações aumentam a atratividade dos produtos e do serviço do BTG Pactual, afirma o executivo, pois “levam ao varejo a expertise do premiado time de análise do banco”. “Temos uma plataforma aberta e uma estrutura completa de banco de investimentos, com grande capacidade de originação (de papéis para investimento)”, diz. “Com a entrada dos novos assessores, ampliaremos nossa distribuição e participação de mercado”, afirma Flora.

Deixe um comentário