Dólar minimiza com mercado repercutindo resultado da pesquisa eleitoral

LinkedIn

O dólar murchou no pregão desta quinta-feira (28), com os investidores atentos ao cenário externo e refletindo o resultado da pesquisa eleitoral divulgada pelo Ibope para a eleição presidencial de outubro.

Histórico 

A moeda teve queda de 0,51%, cotada a R$3,8547 para compra e R$3,8557 para venda.

Após 20 pregões em junho, a moeda valorizou 3,18%. Houve 6 fechamentos negativos contra 13 positivos. Em maio, a divisa americana fechou cotada a R$3,7352 para compra e R$3,7367 para venda.

Em 2018, após 122 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 16,33%. Já se foram 71 pregões em alta, contra 51 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Influência

No Brasil, os investidores repercutem o resultado da pesquisa do Ibope divulgado hoje. No cenário sem o ex-presidente Lula, o deputado e pré-candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL), lidera com 17%, mas praticamente empatado na margem de erro com Marina Silva (Rede). Na sequência, está o ministro Ciro Gomes (PDT), seguido do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

Ainda aqui no Brasil, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, reiterou nesta quinta ao G1, ao falar sobre o Relatório Trimestral de Inflação, que o Banco Central continuará atento aos mercados, dando liquidez e garantiu não ver problemas em seguir com os estoques de swaps cambiais.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.