Dóllar Week: moeda valoriza 0,63% atenta ao exterior e BC

LinkedIn

Nesta semana, o dólar obteve valorização de 0,63%, com os investidores repercutindo a intervenção do Banco Central sobre o câmbio e a alta dos juros americanos realizado pelo Federal Reserve. O banco norte-americano decidiu na quarta-feira elevar a taxa de juros dos Estados Unidos entre a faixa de 1,75% e 2%. Em 2018, ainda é aguardado mais dois reajustes.

Em um encontro histórico na manhã da última terça-feira (12), Kim Jong-un, ditador norte-coreano e o americano, Donald Trump, se comprometeram em “deixar o passado para trás”. A Coreia do Norte ainda apontou engajamento para o fim da produção de armas nucleares. Segundo o G1, na visão de Trump, a conversa com Kim foi “franca, direta e produtiva”.

Ainda ontem (15) Trump anunciou a inserção de uma tarifa de 25% sobre US$ 50 bilhões de importação da China, além de prometer impor mais taxas sobre país, caso a China fixe medidas retaliatórias. Com o quadro, Pequim revidou a atitude do americano e surpreendeu os mercados com ameaças de impor tarifas sobre as importações de petróleo bruto, gás natural e outros produtos de energia de origem norte-americana.

Além disso, o mercado seguiu reagindo ao resultado da pesquisa eleitoral divulgada no último domingo (10) pelo Datafolha. Nos cenários sem o ex-presidente Lula, a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-ministro Ciro Gomes (PT) disputariam uma vaga para concorrer com o deputado Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno.

Ontem (15), a moeda teve queda de 2,15%, cotada a R$3,7277 para compra e R$3,7300 para venda.

Após 11 pregões em junho, a moeda valorizou 0,18%. Houve 3 fechamentos negativos contra 7 positivos. Em maio, a divisa americana fechou cotada a R$3,7352 para compra e R$3,7367 para venda.

Em 2018, após 113 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 12,54%. Já se foram 65 pregões em alta, contra 48 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da semana

Na segunda-feira (11/06), o dólar teve alta de 0,54%, cotada a R$3,7255 para compra e R$3,7267 para venda. No dia seguinte, ele caiu 0,51%, cotada a R$3,7069 para compra e R$3,7075 para venda.

No meio da semana, a moeda ampliou 0,17%, cotada a R$3,7130 para compra e R$3,7137 para venda. Na quinta-feira (14), a moeda elevou 2,64%, cotada a R$3,8112 para compra e R$3,8119 para venda.

Ontem (15), a moeda teve queda de 2,15%, cotada a R$3,7277 para compra e R$3,7300 para venda.

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.