Entre a Copa e o Fomc, dólar sobe e bolsa cai; juro da NTN-B sobe para 5,90% reais; Guardia reforça ação do BC e Eletrobrás

Google+ LinkedIn

Um dia antes do pontapé inicial da Copa do Mundo da Rússia, o dólar comercial ensaiou nova alta hoje, de olho em outro evento: a reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, banco central americano). O placar previsto é que o Fomc deve subir os juros nos EUA em 0,25 ponto, para o intervalo entre 1,75% e 2% ao ano.

Mais que a alta em si, o mercado ficará atento ao comunicado e à coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell, que pode dar novas pistas sobre até onde os juros vão subir, se serão três ou quatro altas este ano, diz Rafael Bevilacqua, estrategista-chefe da consultoria Levante.

Outro foco do mercado está na campanha presidencial, especialmente nas movimentações dos candidatos que lideram as pesquisas, Jair Bolsonaro e Ciro Gomes. Ciro negocia acordo com o PSB, mas parece que não conseguirá o apoio do DEM, que fortaleceria bastante sua campanha com mais tempo de televisão e presença regional. O DEM e outros partidos do Centrão se dividem entre a candidatura perene do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e as investidas de Geraldo Alckmin para tentar aumentar seus potencial como candidato de centro e se firmar como nome do PSDB.

Dólar sobe e Guardia diz que situação é bem melhor que 2002

Às 13 horas, o dólar comercial oscilava entre queda de 0,07%, vendido por R$ 3,7050, e alta de 0,12%, para R$ 3,71. O Banco Central fez um novo leilão de 40 mil contratos de swap cambial no valor de US$ 2 bilhões e mais 8.800 (US$ 440 milhões) para rolagem do vencimento de julho.

Pela manhã, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, reforçou que o BC e o Tesouro vão continuar atuando para reduzir a volatilidade dos mercados.

No evento de posse do novo presidente da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), Carlos Ambrosio, Guardia comparou a situação de hoje com a de 2002, quando estava na Secretaria do Tesouro, e quando o dólar chegou a R$ 4,00 em meio à campanha eleitoral que levou Luiz Inácio Lula da Silva para a Presidência pelo primeira vez. Guardia lembrou que na época a situação era muito pior, com o país apresentando déficit elevado nas contas externas e sem reservas internacionais, além de possuir uma dívida interna em dólar alta.

Uma situação bem diferente de hoje, destacou o ministro. Ele reforçou que a atuação do BC e do Tesouro é para reduzir as oscilações, e que a situação fiscal do país está sob controle mesmo após as concessões aos caminhoneiros.

O dólar turismo sobe 1%, para R$ 3,91 para venda.

Juros volta a subir e NTN-B sobe para 5,90% ao ano

No mercado de juros, porém, as taxas voltaram a subir e os contratos futuros de DI na B3 projetam para janeiro de 2019 7,17% ao ano, 0,03 ponto mais que ontem. Para janeiro de 2020, a taxa subiu de 8,68% para 8,78% e, para 2025, de 11,85% para 11,87%. Para 2029, a taxa sobe para 12,34% ao ano, ante 12,32% ontem.

No mercado de títulos públicos, os juros dos papéis indexados à inflação, as NTN-B, sobem. Os papéis mais longos, para 2035 e 2045, pagam 5,90% mais IPCA, mais que os 5,86% de ontem, o juro mais alto do ano desde os 5,95% de quinta-feira da semana passada. Para 2024, a taxa está em 5,61%, ante 5,57% ontem. A alta dos juros levou o Tesouro Direto a suspender as operações pela manhã, das 10h43 às 11h15.

No mercado de juros prefixados, as taxas das LTN também voltaram a subir, de 9,64% ontem para 9,75% ao ano para 2021 e de 11,55% ao ano para 11,64% ao ano para 2025. As NTN-F, prefixadas que pagam juros semestrais, pagam hoje 11,66%, ante 11,64% ao ano ontem.

Ibovespa cai e Eletrobras sobe com otimismo de Guardia

Na bolsa, o Índice Bovespa seguem em queda, de 0,41%, aos 72.459 pontos, acompanhando a queda de Petrobras PN, que recua 1,88%, e dos papéis ON da BRF, que perdem 5,03% e lideram as perdas do índice. Vale ON cai 0,02% e Banco do Brasil ON, 1,74%.

Além de BRF, as maiores quedas do índice são CVC Brasil ON, 3,78%, Cielo ON, 3,44% e Cyrela Realty ON, 3,32%. As maiores altas são de Ecorodovias ON, 3,51%, Eletrobras ON, 3,04% e Localiza ON, 2,60%.

Eletrobras sobe 2,53%. Hoje, o ministro Eduardo Guardia disse que a equipe econômica teve reuniões na Câmara que explicar a importância da venda das distribuidoras da Eletrobras para o governo e para o setor elétrico das regiões. Ele disse que a expectativa é que o texto que permite a venda das distribuidoras seja aprovado semana que vem na Câmara e depois vá para o Senado.

A Arena do Pavini é um espaço voltado para fornecer informação de valor e promover o aprendizado e a discussão dos principais temas relacionados à vida do investidor. O blog de notícias é pilotado por Angelo Pavini, renomado jornalista econômico, com mais de 20 anos de experiência na cobertura do mercado financeiro e de assuntos ligados a finanças pessoais.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.