Marco Aurélio pede soltura de Eduardo Cunha, mas ex-deputado seguirá preso por outros crimes

LinkedIn

Preso desde 2016 pela Operação Lava Jato, o deputado Eduardo Cunha, foi solto no final da tarde desta quinta-feira (28) a pedido do ministro Marco Aurelio Mello, do Supremo Tribunal Federal.

No entanto, Cunha seguirá preso devido a outros mandados de prisão decretados pelas justiças federais de Brasilia e do Paraná, onde ele é suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro, vinculados a Petrobras e a Caixa Econômica Federal.

Com a medida, Marco Aurelio suspendeu um pedido preventivo decretado pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte. No caso desta investigação, o deputado é acusado de receber propina em troca de favorecimento à Odebrecht e OAS nas obras do estádio Arena das Dunas para a Copa do Mundo em 2014, segundo o G1.

Fonte: G1

Deixe um comentário