Eternit protocola Plano de Recuperação Judicial; ações sobem mais de 3%

LinkedIn

Investing.com – A Eternit (BOV:ETER3comunicou ao mercado na noite de ontem que apresentou o Plano de Recuperação Judicial, no âmbito do processo de recuperação judicial da companhia e de sociedades sob seu controle que integram o polo ativo do Processo de Recuperação Judicial, que tramita perante a 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo/SP. Com isso, as ações operam com ganhos de 3,85% a R$ 0,54.

O Plano de Recuperação Judicial estabelece os termos e condições para a reestruturação das dívidas concursais do Grupo Eternit.

No fim de março, a empresa produtora de material para construção e suas controladas, com dívidas de cerca de R$ 229 milhões, entraram com pedido recuperação judicial em São Paulo.

O grupo, com 1,7 mil funcionários, oito fábricas próprias, uma mineradora (amianto crisotila) e cinco filiais de venda, além de 15 mil revendedores em todo o Brasil, disse que a recuperação judicial é “medida imprescindível para a preservação da empresa, da fonte de empregos e renda”.

O Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu no fim de novembro a extração, industrialização e comercialização do amianto variedade crisotila, produto largamente utilizado no país na fabricação de telhas e caixas d’água, considerado nocivo à saúde humana.

Com isso, a Eternit suspendeu temporariamente as atividades da Mineradora Associados (Sama), que produz fibras de amianto crisotila, e da fabricante de fibrocimentos em Goiás, retomadas posteriormente até que o acórdão da decisão do SFT seja publicada

No pedido de recuperação judicial, a Eternit disse que 25 por cento da receita do grupo é proveniente do uso do amianto, isto é da, da extração e comercialização de crisotila, bem como da produção e comercialização de produtos que contêm amianto.

A empresa também citou a persistente deterioração dos fundamentos da economia que afetaram “drasticamente os setores de construção civil e louças sanitárias, justamente os mercados atendidos pelo Grupo Eternit”.

Com capacidade de produção de 110mil peças de louça sanitária por mês, produz atualmente 50 mil peças por mês.

Deixe um comentário