Lançamentos de imóveis em maio sobem 53% sobre 2017; distratos caem

LinkedIn

Os lançamentos de imóveis somaram 8.935 unidades em maio de 2018, um aumento de 53,3% sobre o mesmo mês do ano passado, de acordo com informações da Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc). Nos cinco primeiros meses do ano, foram lançadas 27.428 unidades, o que representa um aumento de 28,7% face ao observado no mesmo período de 2017. Em 12 meses, já são 88.620 unidades, volume 27,1% superior ao registrado nos 12 meses precedentes.

Vendas cresceram 15,2%

As vendas de imóveis novos, por sua vez, contabilizaram 10.809 unidades em maio de 2018, o que representa um aumento menor, de 15,2% sobre o mesmo mês do ano passado. No ano, são 46.029 unidades vendidas até maio, um aumento de 15,8%. Em 12 meses, são  115.704 unidades vendidas, crescimento de 11,9%.

Entregas caíram 7,8%

Já as entregas de imóveis em maio caíram 7,8% em relação a 2017, para 6.031. No ano, porém, foram entregues 30.308 unidades, 1,3% mais que nos primeiros cinco meses de 2017. Em 12 meses, são 86.733 imóveis novos, queda de 28,9%.

Distratos recuam 26,6% no mês

Os distratos, quando o comprador devolve o imóvel para a construtora, ficaram em 2.297 em maio, queda de 26,6% sobre o mesmo mês do ano passado, acumulando 12.004 no ano, 19,4% menos que em 2017. Em 12 meses, foram 31.648 devoluções, 22,3% menos que nos 12 meses anteriores.
Entre os fatores que mais colaboraram para os resultados positivos observados em 2018 até o momento, é possível citar o avanço dos lançamentos residenciais de médio e alto padrão (MAP) e o desempenho nas vendas do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), diz estudo da Abrainc em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da Universidade de São Paulo.

Lançamentos de imóveis mais caros cresceram 69,6% em 12 meses

Os empreendimentos de médio e alto padrão (MAP) responderam por 24,5% das unidades residenciais lançadas e 31,7% das unidades residenciais vendidas nos últimos 12 meses. O segmento registrou alta expressiva nos lançamentos (+69,6%) no período, enquanto as vendas, ainda acumulam uma queda de 1,9% com referência ao total de unidades vendidas nos 12 meses anteriores. Apesar do resultado negativo nos últimos 12 meses, os dados permitem evidenciar sinais de retomada nas vendas de imóveis de maior valor: no balanço parcial do ano, entre janeiro e maio de 2018, as vendas de unidades de médio e alto padrão superam em 1,1% o volume entre janeiro e maio do ano passado.

Com relação ao programa de imóveis populares Minha Casa Minha Vida (MCMV), responsável pela maior parte dos lançamentos (75,5%) e vendas residenciais (68,3%) nos últimos 12 meses, o segmento acumula alta de 15,1% nos lançamentos do período, tendência acompanhada pelo avanço nas vendas de imóveis novos (+25,6%) no mesmo horizonte de análise.

No média, os empreendimentos residenciais, que incluem MAP e MCMV, contabilizam alta de 25,0% e 15,3%, respectivamente, no número de lançamentos e vendas de imóveis novos nos últimos 12 meses.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.