Petrobrás apresenta à ANP declaração de viabilidade dos campos de Sapinhoá, no pré-sal de Santos

LinkedIn

A Petrobras (BOV:PETR4), como operadora, em nome do consórcio de Entorno de Sapinhoá, informou hoje que apresentou ontem para a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), as declarações de comercialidade das acumulações de petróleo,localizadas em áreas adjacentes ao campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos. A área de Entorno de Sapinhoá foi adquirida pelo consórcio em 2017, na 2ª Rodada de Licitações sob o regime de partilha da produção.

Nas declarações encaminhadas ao órgão regulador, os nomes sugeridos para os novos campos foram Nordeste de Sapinhoá, Noroeste de Sapinhoá e Sudoeste de Sapinhoá. Eles serão reunidos ao campo de Sapinhoá, uma vez que seja efetivado o respectivo acordo de individualização da produção. O campo está a cerca de 300 km da costa, em águas ultraprofundas e com produção atual de 250 mil barris de petróleo por dia, por meio dos navios-plataforma Cidade de São Paulo e Cidade de Ilhabela.

O consórcio de Entorno de Sapinhoá, que possui a mesma composição do consórcio de Sapinhoá, é liderado pela Petrobras – com participação de 45% – em parceria com a Shell (30%) e Repsol Sinopec (25%), tendo a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) como gestora do contrato de partilha da produção.

Deixe um comentário