Usiminas e Vale são as escolhas da Mirae para a semana

LinkedIn

Em relatório, a equipe de análise da corretora Mirae divulgou as suas principais escolhas de ativos para a terceira semana de julho. No documento, a equipe de análise pontua os principais destaques da semana, como o anúncio de que os EUA passou a cobrar tarifas adicionais de 10% sobre mais de US$ 200 bilhões de produtos chineses e a tentativa de um desembargador plantonista de aprovar a liberarão do ex-presidente Lula de sua pena na prisão.

O desempenho desta semana começa com a influência dos dados de atividade divulgados na China na noite de ontem, que de certa forma, foram bem recebidos pelo mercado. Por aqui, os destaques ficam por conta de novos indicadores de inflação, que devem mostrar que o efeito da greve dos caminhoneiros começou a se dissipar.

Durante a semana anterior, o portfólio da Mirae apresentou desempenho positivo de 0,1%, enquanto o principal índice brasileiro ficou um na frente, com 2,1%.

Pensando em manter o desempenho na mesma linha do Ibovespa, a corretora optou por não realizar grandes alterações em seu portfólio, retirando os ativos da Iochpe-Maxion (MYPK3) e Suzano (SUZB3), para dar entrada aos papéis da Usiminas (USIM5) e Vale (VALE3).

CapturadeTela2018-07-16às11.14.06

Deixe um comentário