Bom dia, Investidor! 09 de agosto de 2018

Google+ LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Pré Market 

O primeiro debate presidencial das eleições deste ano na televisão acontece hoje à noite e o encontro entre oito candidatos deve ser permeado de críticas ao mandato de Michel Temer, em meio à tentativa de apresentação das propostas de governo. Ainda não se sabe se haverá algum representante do PT no evento, que promete um debate paralelo, caso seja impedido de participar.

Ontem, o partido entrou com um mandado de segurança no Tribunal da 4ª região (TRF-4) para ter o ex-presidente Lula no debate, seja com a participação presencial no estúdio da emissora de TV ou por videoconferência. O líder petista foi oficializado como candidato do partido para as eleições, mas está preso em Curitiba desde o início de abril.

Enquanto a volatilidade no ambiente doméstico por causa das eleições está apenas começando, a guerra comercial parece não ter fim. Em ambos os casos, o mercado financeiro não se mostra pronto para o pior e apenas se reveste de cautela. Os investidores ainda trabalham com um candidato reformista em destaque na corrida presidencial e que a China irá ceder à pressão de Donald Trump.

Os fatos, porém, apontam para uma direção contrária. A pesquisa de intenção de voto da CNT/MDA, divulgada ontem, não confirmou o cenário apontado pelo Ibope na semana passada e ainda mostra o tucano Geraldo Alckmin atrás de Jair Bolsonaro (PSL) em São Paulo – embora ambos estejam em situação de empate técnico.

Tal cenário não considera a presença de Lula no pleito, que segue líder nos levantamentos em que ele aparece na disputa. Ainda assim, não se sabe qual é o impacto da decisão do PT de colocar o ex-prefeito da capital Fernando Haddad como vice na chapa, ao lado de Manuela D’Ávila como “vice de fato”. As próximas pesquisas irão captar isso…

A partir desta quinta-feira, a XP Investimentos pode publicar a sondagem feita pelo Ipespe, que tem abrangência limitada e metodologia questionável, via telefone. Mas o foco para hoje está no debate na tela da Band, a partir das 22h. Por ora, estão confirmadas as presenças de Jair Bolsonaro (PSL), Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL), Álvaro Dias (Podemos) e Cabo Daciolo (Patriota).

Por Olívia Bulla

Destaques corporativos 

Banco do Brasil (BBAS3): O lucro líquido ajustado do Banco do Brasil no segundo trimestre de 2018 foi de R$ 3,2 bilhões, montante 7,1% superior na comparação com o primeiro trimestre de 2018 e de 22,3% em relação ao segundo trimestre de 2017.

Burger King (BKBR3): O Burger King reportou lucro líquido de R$ 9 milhões no segundo trimestre de 2019, crescimento de 24% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Suzano (SUZB3): A Suzano Papel e Celulose registrou prejuízo líquido de R$ 1,85 bilhões no segundo trimestre de 2018. O Ebitda ajustado da empresa no período foi de R$ 1,57 bilhões.

Azul (AZUL4): A Azul divulgou nesta quinta, 9, seus resultados trimestrais. O lucro líquido ajustado para itens não recorrentes totalizou R$238,3 milhões, comparado com um prejuízo líquido de R$38,6 milhões no 2T17.

Ser Educacional (SEER3): O lucro líquido da Ser Educacional passou de R$ 64,9 milhões no período de três meses encerrado em 30 de junho de 2017, para R$73 milhões no mesmo período de 2018, representando um aumento de 12,5%.

Engie (EGIE3): O Conselho de Administração da Engie aprovou a distribuição de dividendos intercalares. O valor dos dividendos intercalares será de R$ 1.146.036.920,27, correspondentes a R$ 1,7557267392 por ação.

Banco do Brasil (BBAS3): O Conselho Diretor do Banco do Brasil, aprovou a distribuição de R$ 742.876.829,71 a título de remuneração aos acionistas sob a forma de Juros sobre Capital Próprio (JCP). O valor por ação é de R$ 0,26860200997.

Fras-Le: (FRAS3): Em comunicado, a Fras-Le anunciou a aquisição da Fremax, empresa especialista em peças para freios e com sede em Joinville (SC), por R$ 180 milhões.

Qgep (QGEP3): A Qgep teve lucro líquido de R$ 85,2 milhões no 2T18, alta de 39,5% em relação ao 2T17, quando o lucro líquido foi de R$61 milhões. A receita líquida foi de R$158,3 milhões no 2T18, crescimento de 38,1% comparado ao 2T17, refletindo a maior produção em Manati e a contribuição do Campo de Atlanta.

Cosan (CSAN3): A Cosan anunciou nesta quarta após o pregão seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2018. De acordo com o documento, a empresa apresentou prejuízo de R$ 64 milhões no período, refletindo principalmente o impacto negativo de variação cambial no Bônus Perpétuo, e menor equivalência patrimonial em função das perdas decorrentes da greve dos caminhoneiros.

Braskem (BRKM5): A Braskem divulgou nesta quarta, após o pregão, seus resultados do 2T18. O lucro líquido foi de R$ 547 milhões na controladora, 48% e 50% inferior ao 1T18 e ao 2T17, respectivamente, em função da desvalorização cambial entre os períodos, o que afetou o resultado financeiro.

T4F (SHOW3): A T4F registrou lucro líquido de R$3,7 milhões no 2T18. Esse valor corresponde a queda de 48% em relação ao 2T17. O Ebitda foi de R$ 1,2 milhão, queda de 94% em relação ao 2T17. A receita líquida foi de R$71,7 milhões, redução de 58% em relação ao mesmo período do ano passado.

Recomendação de ativos 

CSN (CSNA3): A equipe de análise do BB Investimentos elevou o preço-alvo da CSN para R$ 10, com recomendação outperform.

Valid (VLID3): Os analistas do BTG Pactual reiteraram a recomendação de compra no papel da Valid.

Notícias

Minério de ferro: Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na China, encerraram a sessão desta quinta-feira com leve valorização de 0,39% a 514,0 iuanes por tonelada do produto.

Exportações chinesas: As exportações em dólares chinesas subiram 12,2% em julho sobre o ano passado, enquanto as importações saltaram 27,3%, superando as previsões, boas notícias para as autoridades que buscam amenizar o impacto da disputa comercial com os Estados Unidos.

Agenda econômica

CapturadeTela2018-08-09às09.17.22

Bruna Rodrigues é estudante de jornalismo pela universidade FIAM-FAAM. Repórter da ADVFN e responsável pela Bússola de Investimentos, Destaques do Dia, Criptomoedas e Boletim Focus. Contato: brunar@advfn.com.br

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.