Bom dia, Investidor! 29 de agosto de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Pré Market

Uma nova pesquisa eleitoral, a do DataPoder360, será divulgada antes da abertura do pregão, e tende a manter a volatilidade no mercado financeiro brasileiro, com a renovada cautela com a cena política colocando em segundo plano o ambiente mais calmo no exterior. À noite, é a vez de Geraldo Alckmin ser entrevistado no Jornal Nacional.

Ontem, na bancada da TV Globo, Jair Bolsonaro entrou em temas polêmicos, como homofobia, sem evitar controvérsias, seja quando falou sobre a desigualdade salarial de gênero ou quando defendeu a violência policial. O deputado também voltou a defender a retirada de (mais) direitos trabalhistas como forma de garantir empregos.

Ainda assim, a exposição dos candidatos na tela da TV tem ajudado pouco sobre as propostas de governo a partir de 2019. Por isso, o foco dos investidores está no início do horário político, apostando que a campanha eleitoral gratuita em cadeia nacional pode alterar a atual composição dos candidatos na disputa pela Presidência.

O levantamento feito pelo site Poder360 ainda não deve trazer novidades, repetindo o cenário anterior, com o candidato do PSL à frente, seguido por Ciro Gomes, Alckmin, Marina Silva e Fernando Haddad. Apesar de ter a candidatura registrada na Justiça Eleitoral (TSE), a pesquisa não apresenta o ex-presidente Lula como candidato e é aplicada por telefone.

Sem mudanças no quadro eleitoral, o sobe-e-desce no mercado financeiro brasileiro tende a continuar, com os negócios locais semelhantes a um “termômetro frenético”, em meio ao curto-circuito político no país. A expectativa é de que as incertezas sobre as eleições comecem a se dissipar com a campanha na TV.

Por ora, é interessante notar que a ausência de novidades sobre a corrida presidencial e a disputa totalmente em aberto têm reduzido o volume negociado no mercado financeiro brasileiro, com os investidores sustentando suas posições e diminuindo a exposição ao risco. Ou seja, a cautela com o cenário eleitoral tem influenciado em um nível de liquidez menor, o que contribui para maiores distorções nos ativos.

Por Olívia Bulla

Destaques corporativos

Ferbasa (FESA4): O conselho de administração da Ferbasa, em reunião realizada nesta terça-feira (28) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio no montante total de R$ 31.576.000,00. Os JCP corresponderão ao valor de R$ 0,3482658454 por ação ordinária e R$ 0,3830924300 por ação preferencial.

Gol (GOLL4): O presidente-executivo da Gol, Paulo Kakinoff, disse nesta terça-feira que o plano de renovação de frota da companhia envolve 135 aeronaves encomendadas da Boeing até 2027, sendo que uma aeronave será entregue a cada 40 dias, aproximadamente.

Banco Pine (PINE4): O Banco Pine anunciou nesta terça-feira, 29, a eleição de Mauro Sanchez para o cargo de Diretor Presidente do Banco.

Gafisa (GFSA3): A construtora Gafisa espera lançar entre R$ 1 bilhão e R$ 1,2 bilhão durante os anos de 2019 e 2021. A margem bruta estimada para o período foi calculada em 30% a 35%. Os distratos para 2018 foram estimados em R$ 250 milhões e para 2019, R$ 150 milhões.

Recomendação de ativos 

B2W (BTOW3): A Brasil Plural reiterou a recomendação underweight para o papel da B2W. Segundo os analistas, a recente reversão na tendência de queima de caixa é insustentável.

Credit Suisse: A equipe de análise do Credit Suisse preparou uma lista com as ações mais sobrevendidas do mercado mercado brasileiro. Entre as ações indicadas, estão os papéis da Via Varejo (VVAR11), Estácio Participações (ESTC3), CVC Brasil (CVCB3) e MRV Engenharia (MRVE3).

Notícias

Alta do dólar: Para tentar controlar a alta da moeda norte-americana, o Banco Central anunciou que venderá dólares das reservas nacionais. Em comunicado, a autoridade monetária informou que ofertará até US$ 2,15 bilhões na próxima sexta-feira (31). Serão feitos dois leilões, um às 12h15 e outro às 12h35.

Minério de ferro: Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa chinesa de Dalian, voltaram a recuar na jornada desta quarta-feira, ao encerrar a sessão com desvalorização de  0,40% a 480,00 iuanes por tonelada do produto.

Agenda econômica

CapturadeTela2018-08-29às09.15.24

Deixe um comentário