Como encontrar um investimento melhor que a poupança?

Google+ LinkedIn

O mercado financeiro vem mudando e caminhando cada vez mais para o universo digital. Com isso, também está cada vez mais comum ouvir falar em novos investimentos, que ofereçam melhor rendimento que a poupança e, ainda assim, com a mesma garantia de segurança.

Isso tudo pode parecer complicado para o investidor iniciante, mas esse cenário está mudando e o universo dos investimentos está cada vez mais acessível ao pequeno investidor. Hoje, é possível encontrar diversas ferramentas que ajudam a se informar e, até mesmo, tomar decisões de investimento.

Um exemplo são ferramentas que funcionam como um simulador da poupança, estimando o rendimento da caderneta para determinado tempo e valor, ao mesmo tempo que compara o resultado com investimentos mais interessantes para aquele caso.

O rendimento da poupança deixa a desejar

Se você aplica na poupança, provavelmente já percebeu que o seu dinheiro não rende muito ao longo dos anos, e a sensação é que seus planos e sonhos ficam cada vez mais distantes.

Entendendo a fórmula de cálculo da caderneta, é fácil perceber que essa rentabilidade realmente não possui boas perspectivas.

O rendimento da poupança depende de duas taxas – a Taxa Selic e a Taxa Referencial (TR). O detalhe, que muita gente não sabe, é que o valor da TR é muito baixo e, normalmente, não chega a 1% ao ano.

Já no caso da Selic, a rentabilidade ocorre de duas formas:

  • Se a Selic for superior a 8,5%, a poupança rende TR + 0,5% ao mês.
  • Se a Selic for igual ou inferior a 8,5%, a poupança rende TR + 70% da Selic.

Isso quer dizer que os juros da poupança são muito baixos, e é provável que eles continuem assim. Se descontarmos a inflação, essa rentabilidade fica ainda menor, enquanto o preço de produtos e serviços que você consome ficam cada vez mais altos.

A verdade é que a caderneta hoje é apenas um meio de poupar dinheiro. Quando falamos em investimento, a conversa é outra.

Existem investimentos melhores que a poupança

No mercado financeiro, existem diversos outros investimentos mais interessantes e, alguns deles, possuem a mesma garantia de segurança da poupança – o FGC (Fundo Garantidor de Créditos). Conheça alguma dessas opções:

  • Tesouro Direto – é o investimento de renda fixa mais conhecido – e um dos mais seguros – do mercado. Apesar de não contar com o seguro do FGC, os títulos do Tesouro são emitidos pelo próprio governo, e é ele quem garante a segurança do investimento.
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário) – são títulos de renda fixa, emitidos por bancos para captação de dinheiro para suas atividades, como o investimento em infraestrutura e o fornecimento de empréstimo a seus clientes. Funcionam como se você emprestasse seu dinheiro para o banco. Esse investimento possui a garantia do FGC até R$250.000 por CPF/CNPJ e por instituição financeira, com o limite de até R$1 milhão a cada 4 anos.
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário) – são títulos de renda fixa, emitidos por bancos e financeiras para o financiamento do mercado imobiliário. Esse investimento possui a garantia do FGC e, além disso, é isento de Imposto de Renda.
  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) – são títulos de renda fixa, emitidos por bancos e financeiras para o financiamento de atividades do agronegócio. Esse investimento possui a garantia do FGC e também é isento de Imposto de Renda.

É importante lembrar que esses são apenas alguns dos investimentos disponíveis no mercado, e descobrir o melhor deles irá depender do seu perfil de investidor e do seu objetivo no momento. Por isso, buscar informações sobre cada modalidade, fazer simulações e contar com a ajuda de profissionais do mercado é essencial para uma decisão consciente e estratégica.  

O Toro Radar é a solução mais fácil e inteligente para se investir em ações. Através dele você acessa cursos gratuitos, análises de todas as empresas, as melhores oportunidades da bolsa em tempo real e um chat ao vivo com os analistas.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.