Marfrig estabelece limite para alavancagem em acordo de acionistas

LinkedIn

Em comunicado, a Marfrig (BOV:MRFG3) anunciou nesta terça-feira, 28, que o seu conselho de administração aprovou um aditivo ao acordo de acionistas, que estabelece uma política financeira para redução do nível de alavancagem da companhia. No aditivo aprovado pela companhia, a remuneração de acionistas e a aquisição de participações acionárias podem sofrer com restrições em caso de descumprimento.

O terceiro aditivo do acordo de acionistas, assinado pela MMS Participações e o BNDES Participações, limita o nível de alavancagem medido pela dívida líquida/Ebitda consolidado ajustado a 2,5 vezes em 31 de dezembro de 2018 e a 3,5 vezes nos trimestres subsequentes, de acordo com fato relevante divulgado na noite de segunda-feira.

A MMS Participações detém 34,51% do capital da Marfrig, enquanto o braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social detém participação de 33,74%, de acordo com informações no site da empresa.

Em caso de descumprimento das métricas de alavancagem, a processadora de alimentos não poderá distribuir proventos em valor superior ao dividendo mínimo obrigatório ou adquirir participações societárias que superem o montante de 10% do lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) consolidado ajustado para os 12 meses anteriores, entre outras restrições. “A companhia renova, portanto, e de forma peremptória o seu compromisso com a disciplina financeira”, disse a empresa.

O descumprimento das métricas de alavancagem também podem impedir a empresa de realizar operações com quaisquer partes relacionadas que superem o montante de 100 milhões de reais por período de 12 meses, ressalvadas operações entre a companhia e suas subsidiárias e sociedades controladas.

A Marfrig fechou o segundo trimestre com um nível de alavancagem de 4,2 vezes. Mas com a venda da norte-americana Keystone Foods por US$ 2,4 bilhões, anunciada neste mês de agosto, a empresa acredita que a relação dívida líquida/Ebitda consolidado ajustado caia para 2,2 a 2,5 vezes.

Comentários

  1. Josenan diz:

    O investidor é surpreendido com a queda brusca dos papeis, e nota-se que a decisão muda pouca coisa do ponto de vista financeiro mas impacta os papeis com violencia com mais incertezas no mercado.

Deixe um comentário