As 13 ações mais indicadas pelas corretoras em setembro

LinkedIn

Petrobras voltou a liderar a preferência dos analistas de ações das corretoras em setembro, presente em nove das 17 casas acompanhadas pelo Portal do Pavini. Isso apesar dos riscos que a empresa corre por conta da alta do dólar e dos preços do petróleo, que pode levar a novos protestos e medidas de controle do governo.

Apesar da presença forte da estatal, a estratégia dos especialistas é buscar menores riscos em um ambiente de muita incerteza interna e externa e muita volatilidade. O setor financeiro aparece com destaque, com dois bancos, uma resseguradora e a bolsa B3.

Exportadoras também são destaque, com Vale e Suzano, ou empresas que têm ativos o exterior, como Gerdau, e que se beneficiarão da forte alta do dólar. A moeda pode subir ainda mais dependendo do resultado das eleições.  Empresas líderes de setores ligados ao consumo, como Pão de Açúcar e Localiza, também entram na lista, assim como a construtora MRV, que tem a vantagem de atuar com a baixa renda e dispor da simpatia de qualquer governo.

As preferidas das corretoras
Setembro Código Indicações
Petrobras PN PETR4 9
B3 ON B3SA3 8
Gerdau PN GGBR4 8
Itaú Unibanco PN ITUB4 7
Vale ON VALE3 7
Suzano Papel ON SUZB3 6
Banco do Brasil ON BBAS3 5
Pão de Açúcar PN PCAR4 5
IRB Brasil ON IRBR3 4
MRV ON MRVE3 4
Rumo Logística ON RAIL3 4
Randon PN RAPT4 4
Localiza ON RENT3 4

Eleições agora estão no radar

Com a aproximação da eleição, as pesquisas e o cenário político se tornam mais importantes e passam a mexer mais com os mercados. Mas, para o BTG Pactual, ainda há 60% de chances de vitória de um candidato reformista. Com o Índice Bovespa abaixo de sua média histórica, o banco acredita que a relação risco-retorno compensa o investidor ter parte do dinheiro em ações. O banco trocou a ação da Cosan pela da Gerdau este mês, na expectativa de que a metalúrgica continue com bons resultados nos Estados Unidos e no Brasil com a retomada econômica.

Instabilidade também vem de fora

A Socopa Corretora recomenda cautela e lembra que, no exterior, o cenário tende a continuar desafiador com a escalada da disputa comercial entre EUA e China e a piora da situação de algumas economias emergentes, Turquia e Argentina, em especial. No segmento doméstico, a tensão eleitoral entrou definitivamente no centro das atenções dos investidores. “Neste contexto, esperamos aumento da volatilidade nos preços dos ativos e, portanto, para setembro, decidimos continuar com uma postura mais defensiva, reforçando nossa posição em ações de qualidade (empresas com baixa alavancagem, valuations atrativos, bom nível de geração de fluxo de caixa operacional e sólida gestão).

Toro vai de dolarizadas

Já a casa de análise independente Toro Investimentos incluiu na carteira recomendada mensal empresas exportadoras, que se beneficiam de uma valorização do dólar frente ao real.  “As incertezas do cenário eleitoral devem trazer um incremento de volatilidade nos mercados e a cada divulgação de pesquisas eleitorais podemos ter movimentos mais bruscos no Ibovespa”, diz a Toro.

Spinelli quer mais risco

Na Spinelli, a opção foi aumentar um pouco o risco, com o estatal Banco do Brasil e duas empresas ligadas ao ciclo econômico, Via Varejo e Randon. Mas, apesar da posição mais otimista no mês, a corretora diz não esperar um “céu de brigadeiro”. A dinâmica eleitoral, lembra, deve resultar em fortes movimentações da bolsa, norteadas por uma bateria de pesquisas. Além disso, qualquer deslize de um candidato na campanha, que começou para valer, um mau desempenho em um debate, por exemplo, pode provocar mudança expressivas nas intenções de votos. Já a Ativa Investimentos fez o contrário, reduziu a participação de B2W e aumentou o peso de Klabin, aumentando a correlação da carteira com o dólar diante do cenário eleitoral indefinido.

Guide teme economia crescendo menos

Já a Guide Investimentos destaca o cenário externo mais desafiador para os países emergentes no curto prazo, com as crises da Turquia e da Argentina e a guerra comercial entre EUA e China. No mercado local, a economia voltou a crescer após o impacto da greve dos caminhoneiros, mas muito menos que o esperado. E a alta do dólar acaba representando um risco para essa pequena retomada, pela possibilidade de o Banco Central ter de subir os juros ou pelo impacto da alta já sentida nos mercados futuros, que são a base do crédito nos bancos. A corretora optou por trocar a ação da Rumo pela da Iochpe Maxion, que possui operações no exterior, nas Américas, Europa e Ásia.

Na mesma linha, a XP Investimentos reforçou a proteção da carteira com as exportadoras Vale e Klabin e com a empresa de serviços Engie Brasil.  Se a visibilidade em relação ao cenário político melhorar, a corretora acredita em uma valorização das ações mais longa e duradoura. “Nesse cenário, gradualmente iremos aumentar a exposição ao Brasil”, diz a XP.

Bradesco vê eleitor indeciso e espera pesquisas do dia 10

Já a Bradesco Corretora considera que apenas 20% dos eleitores já escolheram seus candidatos, e o interesse pela eleição crescerá ao longo deste mês com a campanha eleitoral. “Isso pode mudar de forma substancial o atual quadro mostrado nas pesquisas”.  Segundo o banco, os consultores avaliam que as pessoas prestam mais atenção à campanha na primeira semana da campanha e na última, e assim as pesquisas publicadas ao redor do dia 10 devem revelar se os programas de rádio e tevê foram eficazes para os candidatos com mais tempo.

O Bradesco continua atribuindo uma chance de 35% para um ajuste fiscal profundo, o que faria o Índice Bovespa atingir 120 mil pontos no fim de 2018 e o dólar recuar para R$ 3,20.

Abaixo, as indicações das carteiras principais das corretoras. Os dados não levam em consideração o peso de cada papel, que pode variar de acordo com a visão de cada equipe de análise.
Indicações de setembro de 2018
Corretora Empresa Código
BB Investimentos BR Malls ON BRML3
B2W Digital BTOW3
MRV Engenh. ON MRVE3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Lojas Renner ON LREN3
Pão Açúcar PN PCAR4
Suzano Papel ON SUZB3
Taesa Unit TAEE11
Tupy ON TUPY3
Vale ON VALE3
Ativa Investimentos Equatorial Energia EQTL3
Petrobras PN PETR4
Klabin Unit KLBN11
Itau Unibanco ITUB4
Gerdau GGBR4
Natura ON NATU3
B2W ON BTOW3
RaiaDrogasil RADL3
Santander Corretora Itaú Unibanco ITUB4
Braskem PNA BRKM5
Banco do Brasil BBAS3
Ultrapar ON UGPA3
CVC Brasil CVCB3
Rumo Logística RAIL3
Localiza ON RENT3
ETF S&P 500 BOVA11
Guide Investimentos B3 B3SA3
Suzano Papel ON SUZB3
Tenda TEND3
Iochpe Maxion ON MYPK3
Cemig PN CMIG4
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Itaúsa ITSA4
Gerdau PN GGBR4
Pão de Açúcar PN PCAR4
Petrobras PN PETR4
Terra Petrobras PN PETR4
Cemig PN CMIG4
Banco do Brasil BBAS3
Valid ON VLID3
Natura ON NATU3
Cosan ON CSAN3
Sabesp ON SBSP3
Coinvalores Magazine Luíza MGLU3
CCR CCRO3
Suzano ON SUZB3
Tupy ON TUPY3
Trisul ON TRIS3
Gerdau PN GGBR4
Kroton ON KROT3
B3 B3SA3
Telefônica BR VIVT4
Itaú Unibanco PN ITUB4
Petrobras PN PETR4
Azul ON AZUL4
Rumo Logística RAIL3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Vale ON VALE3
Bradesco PN BBDC4
Bradesco Corretora Banco do Brasil BBAS3
B3 ON B3SA3
Copasa ON CSMG3
Suzano Papel ON SUZB3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Gerdau PN GGBR4
MRV Engenh. ON MRVE3
Rumo ON RAIL3
Lojas Renner LREN3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Magliano Investimentos BB Segur ON BBSE3
Bradesco PN BBDC4
Cemig PN CMIG4
BRF ON BRFS3
Itausa PN ITSA4
Ecorodovias ON ECOR3
Energias do Brasil ON ENBR3
Petrobras PN PETR4
Taesa Unit TAEE11
Vale ON VALE3
Itaú Corretora Randon PN RAPT4
Estácio Part ESTC3
Petrobras PN PETR4
Minerva ON BEEF3
Telefônica BR VIVT4
XP Investimentos B2W ON BTOW3
Banco do Brasil BBAS3
Engie EGIE3
Petrobras PN PETR4
Equatorial Energia EQTL3
Gerdau PN GGBR4
Localiza ON RENT3
B3 B3SA3
Klabin Unit KLBN11
Vale ON VALE3
Socopa Suzano ON SUZB3
Equatorial Energia EQTL3
Ambev ON ABEV3
Hypera ON HYPE3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
BTG Pactual B3 B3SA3
Itaú Unibanco PN ITUB4
TIM TIMP3
Rumo Logística RAIL3
Gerdau PN GGBR4
MVR ON MRVE3
Localiza ON RENT3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Taesa Unit TAEE11
Oi ON OIBR3
Mirae Asset Bradespar PN BRAP4
Gerdau PN GGBR4
Hypera ON HYPE3
Localiza ON RENT3
Randon PN RAPT4
Spinelli Petrobras PN PETR4
Itausa PN ITSA4
Banco do Brasil BBAS3
Gerdau PN GGBR4
Via Varejo Unit VVAR11
Ecorodovias ON ECOR3
Randon PN RAPT4
Copel PNB CPLE6
Smiles ON SMLS3
B3 ON B3SA3
Toro Investimentos Vale ON VALE3
Suzano Papel ON SUZB3
RaiaDrogasil RADL3
Embraer ON EMBR3
M. Dias Branco ON MDIA3
Genial Investimentos Totvs ON TOTS3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Fibria ON FIBR3
Via Varejo Unit VVAR11
Tim Particip. ON TIMP3
Randon PN RAPT4
B3 B3SA3
Vale ON VALE3
Iguatemi ON IGTA3
Weg WEGE3
Elite Investimentos B3 ON B3SA3
Braskem PNA BRKM5
Engie Brasil ON EGIE3
Itaú Unibanco PN ITUB4
IRB Brasil ON IRBR3
Magazine Luíza ON MGLU3
MRV ON MRVE3
Petrobras PN PETR4
Vale ON VALE3
Unipar PNB UNIP6

Fonte: Corretoras

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.