Itaú anuncia redução de juro do cheque especial para conta salário; taxa média cai para 10,86% ao mês

LinkedIn

O Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) informou hoje que vai reduzir em 1,5 ponto percentual ao mês os juros cobrados no cheque especial aos clientes que recebem salário na conta corrente do banco. No ano, a queda acumulada é de 1,88 ponto percentual e a nova taxa média passa a ser 10,86% ao mês. O banco disse que quis se antecipar à decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que define a taxa básica de juros hoje. O Itaú diz que já realizou sucessivos cortes em diversas linhas de produtos nos últimos meses.

Apesar do corte, a taxa média de 10,86% ao mês (244% ao ano) ainda é bastante alta, considerando que o juro básico da economia está em 6,5% ao ano. O cliente deve evitar portanto usar o limite do cheque especial, a não ser em caso de emergências que impliquem em despesas maiores, como multas e risco de perda de serviços.

Recentemente, os bancos fecharam um acordo com o Banco Central e criaram mecanismos para reduzir a inadimplência provocada pelos juros elevados do cheque especial. Entre as mudanças está a obrigação de avisar o cliente que ele entrou no limite e oferecer uma linha de crédito mais barata após  alguns dias de uso.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.