Só paga quem quer: mais da metade das corretoras não cobra taxas para aplicar no Tesouro Direto

LinkedIn

A concorrência entre corretoras independentes e bancos beneficiou os investidores em títulos públicos por meio do Tesouro Direto, sistema de varejo do Tesouro Nacional. Das 59 corretoras credenciadas, conforme lista publicada no site do Tesouro Direto, 31 não cobram taxas, apenas a custódia, de 0,30% ao ano, que é de responsabilidade da bolsa B3. Para comprar e vender os títulos federais, é preciso ter conta em uma corretora de valores cadastrada no Tesouro Direto.

A lista de aplicações “na faixa” foi reforçada neste mês com a decisão do Itaú Unibanco, do Santander e do Banco do Brasil de isentar seus clientes. O Bradesco isentou as operações de sua corretora e da Ágora em junho. “É um movimento de maior concorrência entre as corretoras e que está provocando a isenção das tarifas também nos bancos”, afirma Rogério Manente, responsável pela Socopa Invest, que zerou as tarifas no início do ano.

Há alguns anos, o movimento foi o contrário, com corretoras como a Socopa e a Rico passando a cobrar pelas aplicações no Tesouro Direto. Agora, com grandes corretoras como a XP Investimentos, que comprou a Rico, dando isenção, as demais acabam acompanhando.

Das 10 principais corretoras, só a Caixa ainda cobra tarifa

No ranking das 10 corretoras líderes no Tesouro Direto em número de transações – Easynvest, Rico, XP, Modal, Itaú, BB Banco de Investimento, Clear, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Intermedium -, só a Caixa ainda cobra tarifas. Da lista, três são do mesmo grupo, XP, Rico e Clear.

Grandes bancos evitavam estimular o Tesouro Direto

Os grandes bancos demoraram mais para abrir mão das tarifas, pois sempre tiveram uma certa aversão ao Tesouro Direto. Para as grandes instituições, não era interessante incentivar a compra de títulos públicos, pois ela concorria com seus fundos de investimento, que cobram taxas de administração de até 5% ao ano, e com seus CDBs, que pagam pouco mais que a caderneta de poupança ou até menos para o varejo.

Os bancos de varejo preferiam manter sua fonte barata de captação cativa e longe do Tesouro Direto, cobrando taxas pelo serviço em suas corretoras que superavam 2% ao ano. Agora, diante do risco de perderem os clientes para as corretoras independentes, isentaram as operações.

Atrair o investidor e ganhar com outras opções 

No caso da Socopa e de outras corretoras, a isenção é compensada pela oferta de outros investimentos para o cliente, como papéis de bancos menores. “É fácil mostrar que vale mais aplicar em um CDB de banco pequeno, que paga mais que o CDI e tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, do que no Tesouro LFT, que rende só a Selic e paga 0,30% de custódia”, diz Manente.

Nesse caso, a corretora ganha uma parte da taxa paga pelo banco ao investidor, que mesmo assim ganha mais que o CDI. Além disso, as corretoras ganham uma parcela da taxa de custódia cobrada pela B3, calculada sobre o crescimento da base de clientes.  Hoje, a Socopa Invest tem 20 mil clientes que trouxeram recursos de grandes bancos para a corretora.

Para o investidor, é importante verificar, além da isenção, os serviços oferecidos pelas corretoras e as demais opções de investimento. E ficar atento para outras cobranças, como de custódia sobre títulos privados e ações. E também às taxas pagas nos CDBs, para evitar que a corretora fique com uma parcela exagerada dos juros.

Papel pode ter perdas virtuais de mais de 9% com flutuação dos juros

Já no Tesouro Direto, o importante é o investidor escolher os papéis que se ajustam melhor aos seus objetivos, afirma Manente. Com isso, ele pode levar o papel até o vencimento, evitando se preocupar com as oscilações de curto prazo, como as deste mês.

Com a alta dos juros por conta da eleição presidencial, os títulos mais longos do Tesouro corrigidos pela inflação, as NTN-B ou Tesouro IPCA, com vencimento em 2045 acumulam nos últimos 30 dias uma queda de 9,15% e o papel para 2035, de 6,55%. Essas perdas só valem para quem vender o papel agora. Quem ficar com o título até o vencimento receberá exatamente o que foi combinado na aplicação. Por isso a importância de aplicar de acordo com os planos para os recursos e não correr o risco de ter de sacar justamente em uma fase ruim do mercado.

CDB e outros papéis têm as mesmas oscilações

Todos os títulos de renda fixa estão sujeitos a esse risco de oscilação diária de valor de acordo com os juros do mercado. Mas o investidor só vai saber quando for ao banco antecipar o resgate de um CDB ou de uma LCI ou LCA. Um caso da máxima “o que os olhos não veem, o coração (e o bolso) não sente”.

Por isso, os fundos de renda fixa e multimercados são obrigados a atualizar suas cotas todo dia, para evitar que alguém saque com um valor maior que os papéis realmente valem no mercado, deixando o prejuízo para quem fica no fundo.

Hoje, as NTN-Bs para 2024 pagam juros de 5,75% ao ano mais IPCA e as para 2035 e 2045, recomendadas para quem pensa em fazer uma poupança para a aposentadoria, pagam 5,89% ao ano mais inflação.

Abaixo, a tabela com as corretoras cadastradas no Tesouro Direto. O site ainda não atualizou as tarifas do Santander e do BB, por isso eles não estão junto com os isentos, mas já estão com as tarifas zeradas.

Instituição Financeira É Agente Integrado?[1] Permite aplicação programada? Taxa da instituição financeira Prazo de Repasse dos Recursos (dias úteis)[2]
Taxa Descrição
AGORA CTVM S/A Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
ATIVA INVESTIMENTOS S.A. CTCV Sim Sim 0,00% Taxa ZERO para investir em Tesouro Direto! D + 0
BANCO BTG PACTUAL Sim Não 0,00% Taxa ZERO para investir em Tesouro Direto! D + 0
BANCO MODAL Não Não 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
BGC LIQUIDEZ DTVM Não Sim 0,00% Atende apenas pessoas vinculadas D + 1
BRADESCO S/A CTVM Sim Sim 0,00% NÂO COBRA TAXA! D + 0
BRASIL PLURAL CCTVM S/A Não Não 0,00% Cobrança ao ano D + 0
CLEAR CORRETORA – GRUPO XP Não Sim 0,00% Sem cobrança D + 0
CM CAPITAL MARKETS CCTVM LTDA Sim Sim 0,00% Cobrança ao ano D + 0
EASYNVEST – TITULO CV S.A. Sim Sim 0,00% Não cobra taxa D + 0
GENIAL INVESTIMENTOS CVM S.A. Sim Sim 0,00% Não Cobra Taxa D + 0
GRADUAL CCTVM S/A Não Não 0,00% NÃO COBRA TAXA !! D + 0
GUIDE INVESTIMENTOS S.A. CV Sim Sim 0,00% Não cobra taxa. D + 0
H.COMMCOR DTVM LTDA Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
ICAP DO BRASIL CTVM LTDA Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
INTER DTVM LTDA Sim Não 0,00% NÃO HÁ COBRANÇA! D + 0
ITAU CV S/A Sim Sim 0,00% Taxa ZERO para investir em Tesouro Direto! D + 0
MAGLIANO S.A. CCVM Não Não 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
MIRAE ASSET WEALTH MANAGEMENT Não Não 0,00% Ao ano. D + 0
MODAL DTVM LTDA Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
NOVA FUTURA CTVM LTDA Sim Sim 0,00% Cobrança ao ano D + 0
RICO INVESTIMENTOS – GRUPO XP Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA D + 0
SAFRA CVC LTDA. Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA. D + 0
SOCOPA SC PAULISTA S.A. Sim Sim 0,00% Tesouro Direto – Taxa Zero D + 0
SPINELLI S.A. CVMC Sim Sim 0,00% NÃO COBRA TAXA !!! D + 0
TERRA INVESTIMENTOS DTVM LTDA Sim Sim 0,00% Cobrança ao ano D + 0
TORO CTVM LTDA. Não Não 0,00% Taxa ZERO para investir em Tesouro Direto! D + 0
TULLETT PREBON Não Não 0,00% Não cobra taxa D + 1
XP INVESTIMENTOS CCTVM S/A Sim Sim 0,00% Sem cobrança D + 0
UBS BRASIL CCTVM S/A Não Não 0,06% Entre 0,06 e 0,20 ao ano D + 0
CONCORDIA S.A. CVMCC Sim Não 0,10% Entre 0,10% e 0,35% D + 1
PLANNER CV S.A Não Não 0,20% Cobrança ao ano D + 0
RENASCENÇA DTVM LTDA Sim Sim 0,20% Cobrança ao ano D + 0
BANRISUL S/A CVMC Sim Sim 0,25% Ao Ano. D + 0
COINVALORES CCVM LTDA. Não Não 0,25% Cobrança ao ano D + 1
FATOR S.A. CV Não Não 0,25% Cobrança ao ano D + 0
MAXIMA S/A CTVM Não Sim 0,25% Cobrança ao ano D + 0
NOVINVEST CVM LTDA. Sim Sim 0,25% Cobrança ao ano D + 0
SITA SCCVM S.A. Sim Sim 0,25% 0,125% debitado em 01/01 e em 01/07. D + 0
SLW CVC LTDA. Sim Sim 0,25% Cobrança ao ano D + 0
WALPIRES S.A. CCTVM Sim Sim 0,25% Cobrança por operação D + 0
ALFA CCVM S.A. Não Não 0,30% Cobrança ao ano D + 0
AMARIL FRANKLIN CTV LTDA. Não Não 0,30% Cobrança ao ano D + 0
ELITE CCVM LTDA. Sim Sim 0,30% Cobrança ao ano D + 0
LEROSA S.A. CVC Não Sim 0,30% COBRANÇA AO ANO D + 0
MUNDINVEST S.A. CCVM Não Sim 0,30% Entre 0,30 e 0,50 ao ano D + 1
NOVA FUTURA DTVM LTDA Sim Sim 0,30% Cobrança ao ano D + 0
ORLA DTVM S/A Não Não 0,30% Cobrança ao ano. D + 1
UNILETRA CCTVM S.A. Não Sim 0,30% Cobrança ao ano D + 0
VOTORANTIM ASSET MANAG. DTVM Sim Sim 0,30% Cobrança ao ano D + 0
CAIXA ECONOMICA FEDERAL Não Sim 0,40% Cobrança ao ano D + 1
SANTANDER CCVM S/A Sim Sim 0,00% Cobrança ao ano D + 0
SENSO CCVM S.A. Não Não 0,40% Cobrança por operação D + 0
UM INVESTIMENTOS S.A. CTVM Sim Sim 0,40% Cobrança ao ano D + 1
BB BANCO DE INVESTIMENTO S/A Sim Sim 0,0% Cobrança ao ano D + 0
CODEPE CV E CAMBIO S/A Não Não 0,50% Cobrança ao ano D + 0
CORRETORA GERAL DE VC LTDA Não Não 0,50% Cobrança ao ano D + 0
SOLIDUS S/A CCVM Não Sim 0,50% Cobrança ao ano D + 1
BANCO DAYCOVAL Não Sim 2,00% De 0% a 2% ao ano. Dependedo do cliente e da negociação. D + 1

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.