Bom dia, Investidor! 22 de outubro de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Pré Market

A semana começa com a expectativa pela votação em segundo turno das eleições presidenciais, no domingo. Até lá, a cautela deve marcar o pregão no mercado financeiro, com os investidores atentos ao noticiário e às pesquisas eleitorais. As manifestações de apoio aos dois candidatos em várias cidades brasileiras deram a largada para a reta final da disputa, enquanto a Justiça Eleitoral faz cena sobre as fake news no WhatsApp.

A presidente do TSE, Rosa Weber, esperou até domingo para dizer que não há uma “resposta pronta” em relação à denúncia de disparo em massa de mensagens falsas pelas redes sociais, por meio de contratos de até R$ 12 milhões, bancado por empresários. Mas reiterou que toda “desinformação deliberada” deve ser combatida com “informação responsável e objetiva”.

Segundo ela, há um tempo legal para uma resposta e as ações judiciais não podem ser movidas por “paixões políticas”. Nesse caso, o prazo para cassar uma chapa por denúncia de doação eleitoral ilegal (caixa dois) e abuso de poder econômico vai além do segundo turno – mesmo após a eventual vitória do candidato no pleito e a diplomação para o cargo.

Esse seria o pior cenário, tornando Jair Bolsonaro inelegível por oito anos, e é um risco que os investidores descartam totalmente. Ainda assim, o assunto trouxe algum ruído ao mercado financeiro brasileiro, ofuscando o otimismo com a primeira derrota do PT na disputa pelo Palácio do Planalto deste século, com Fernando Haddad ficando em segundo lugar.

Os desdobramentos da denúncia devem seguir no radar dos negócios locais. Ao mesmo tempo, os atos do fim de semana a favor de Bolsonaro e de Haddad servem de aperitivo das paixões políticas “exacerbadas” e dos “graus inquietantes” dos níveis de discórdia, conforme palavras de Rosa Weber, que marcam este segundo turno das eleições presidenciais.

No sábado, manifestantes gritavam “Ele Não”, com slogans contra o fascismo, a favor da democracia, pelos direitos humanos e em defesa da liberdade de expressão. Ontem, apoiadores com uniformes da seleção brasileira carregavam bandeiras do Brasil, fazendo o sinal de arma com as mãos, ironizando o ZapGate aos gritos de “Fora PT”, contra a esquerda e os comunistas.

Por Olívia Bulla.

Destaques corporativos

Rumo (RAIL3): A Rumo informou na última sexta, 19, após o pregão, que celebrou contratos de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor total de R$ 2,9 bilhões.

Bradespar (BRAP4): A Bradespar informou após pregão da sexta-feira, 19, que a administração deliberou não pagar a primeira parcela da remuneração aos acionistas. O motivo, segundo a empresa, é que não foram atendidos os requisitos previstos na Política Indicativa de Remuneração Anual ao Acionista.

Petrobras (PETR4): A Petrobras informou na última sexta-feira, 19, que vai divulgar o resultado do 3º trimestre de 2018 no dia 6 de novembro, antes da abertura do mercado.

Viver (VIVR3):Viver Incorporadora e Construtora, que está em recuperação judicial, finalizou a renegociação de uma dívida com o Bradesco, que está sob a gestão da Jive Asset Gestão de Recursos, no valor de R$ 420,4 milhões.

Recomendação de ativos

Embraer (EMBR3): De acordo com os analistas do UBS, a prévia operacional da Embraer foi mais fraca do que o esperado, mas a equipe ainda vê chance da companhia cumprir o guidance de entregas do ano.

Notícias

Minério de ferro: Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa chinesa de Dalian, encerraram a jornada desta segunda-feira com valorização de 1,74%, a 525,00 iuanes por tonelada.

Dólar: O dólar opera em queda nesta segunda-feira (22). Às 9h02, a moeda norte-americana caía 0,3%, vendida a R$ 3,7013. Na sexta-feira (19), o dólar fechou em queda, com o mercado repercutindo o cenário eleitoral, após pesquisa Datafolha divulgada na quinta, e acompanhando a trajetória no exterior ante divisas de países emergentes. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. (G1)

Inflação: Instituições financeiras, pesquisadas pelo Banco Central (BC), esperam que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), termine este ano em 4,44%. Na semana passada, a projeção estava em 4,43%. Esse foi o sexto aumento consecutivo. Para 2019, a projeção da inflação foi ajustada de 4,21% para 4,22%. Para 2020, a estimativa segue em 4% e, para 2021, caiu de 3,92% para 3,78%.

Eleições 2018: O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, lidera a corrida presidencial no 2º turno, com 60% das intenções de voto. Fernando Haddad, do PT, aparece em segundo lugar, com 40%. O levantamento foi feito pela FSB, contratado pelo banco BTG Pactual e divulgado nesta segunda-feira (22).

Agenda econômica

CapturadeTela2018-10-22às09.25.06

Deixe um comentário