Bom dia, Investidor! 31 de outubro de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Pré Market

Outubro chega ao fim hoje e os investidores aproveitam a última sessão do mês para ajustar posições nos ativos de risco. Os mercados internacionais avançam nesta manhã, mas os ganhos estão longe de impedir o pior desempenho mensal dos negócios com ações no exterior em mais de seis anos. Por aqui, o otimismo com as eleições blindou essa instabilidade externa e os primeiros passos do novo governo reforçam esse sentimento de que dias melhores virão.

A percepção inicial do mercado financeiro brasileiro é de que o governo Bolsonaro terá uma postura pró-mercado, focada em melhorar a competitividade do país. Para os investidores, melhorar o ambiente de negócios e colocar as contas públicas em trajetória sustentável são fundamentais para mudar o modelo de crescimento econômico do Brasil.

Esse novo modelo consiste em sair do consumo interno em direção a exportações e investimento privado, garantindo um ciclo de crescimento sustentado. Para tanto, é necessário implementar uma agenda econômica liberal, que inclui a privatização de empresas estatais, cortes de gastos do governo, abertura da economia, redução da carga tributária etc.

Porém, ainda se espera clareza sobre o plano do novo governo para a reforma da Previdência e como lidar com o rombo nas contas públicas. Até agora, a mensagem sobre esses temas foi ambígua. É importante ressaltar, no entanto, que Bolsonaro terá de negociar reformas estruturais – e impopulares – com um Congresso muito fragmentado e polarizado.

Além disso, a lista de reformas estruturais necessárias é longa, enquanto a janela de oportunidade para usar o capital político de Bolsonaro para persuadir deputados e senadores a apoiar a agenda de governo pode ter vida curta. Assim, reunir apoio suficiente para aprovar medidas constitucionais pode ser um desafio.

Por ora, os primeiros pronunciamentos da equipe econômica, comandada por Paulo Guedes, reforçando compromisso do novo governo com pautas caras ao mercado financeiro animam os investidores. Da mesma forma, a movimentação no Congresso denota boa vontade dos atuais parlamentares, mesmo com o fim do ano se aproximando.

Por Olívia Bulla. 

Destaques corporativos

Santander (SANB11): O Santander divulgou seu resultado do 3T18 nesta quarta, 31. O banco teve lucro líquido gerencial de R$ 3,108 bilhões no terceiro trimestre deste ano. Esse valor representa alta de 20,2% em relação ao 3T17.

Arezzo (ARZZ3): A Arezzo reportou lucro líquido de R$ 40,2 milhões no terceiro trimestre de 2018, crescimento de 6,6% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. A Receita Líquida do 3T18 alcançou R$ 410,4 milhões, aumento de 10,7% sobre o 3T17.

Ecorodovias (ECOR3): O conselho de administração da Ecorodovias aprovou o pagamento de dividendos remanescentes referentes ao exercício de 2017. O valor dos dividendos remanescentes a serem distribuídos, com base no exercício encerrado em 31 de dezembro de 2017, é de R$35.414.968,09 correspondentes a R$0,063643035 por ação ordinária.

Raia Drogasil (RADL3): A rede de farmácias Raia Drogasil divulgou seus resultados do 3T18 após o pregão desta terça, 30. A empresa teve lucro líquido de R$ 128,8 milhões no 3T18. Esse valor é 5,6% inferior ao do 3T17. O Ebitda ajustado foi de R$ 295,25 milhões, enquanto a margem Ebitda recuou para 7,5%. No 3T17 foi 8,3%.

Petro Rio (PRIO3): Durante o terceiro trimestre de 2018, o lucro líquido da Petro Rio foi de R$ 71,5 milhões, 331,4% maior que os R$ 16,6 milhões registrados no 3T17.

Recomendação de ativos

Telefonica (VIVT4): O BTG Pactual retomou a cobertura do ADR da Telefônica com recomendação de compra e preço-alvo de US$16,13.

Notícias

Minério de ferro: A bolsa chinesa de mercadorias de Dalian foi marcada, nesta quarta-feira, por uma sessão de desvalorização para os contratos futuros do minério de ferro. O ativo com data de vencimento em janeiro de 2019 teve perdas de 0,84%, fechando assim o dia negociado a 533,50 iuanes por tonelada.

Dólar: O dólar opera em alta nesta quarta-feira (31), na última sessão do mês, em dia de formação da taxa Ptax (usada na liquidação de diversos derivativos cambiais) e com os investidores monitorando o noticiário político local com a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) e o cenário externo. Às 9h03, a moeda norte-americana subia 0,21%, vendida a R$ 3,6990. (G1)

Taxa Selic: O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reunirá nesta quarta-feira (31), e a expectativa de analistas do mercado financeiro é que a taxa básica de juros da economia, a Selic, seja mantida em 6,5% ao ano.

Agenda econômica

CapturadeTela2018-10-31às09.19.16

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.