BRF: Parente fala com analistas sobre planos e reestruturação

LinkedIn

Ontem ocorreu o “BRF Day”, ou Dia da BRF (BOV:BRFS3), com reuniões da empresa com analistas. A mensagem do presidente executivo e também do Conselho, Pedro Parente, foi de que a BRF planeja concluir seu anunciado processo de venda de ativos em dezembro. Deve também nomear alguém para o cargo de presidente-executivo, permitindo a Parente ficar apenas como presidente do Conselho. Parente afirmou que o atual vice-presidente de operações, Lorival Luz, vai sucedê-lo na presidência-executiva, com a transição devendo ser concluída até meados do próximo ano.

No geral, a expectativa com a reunião era de algum anúncio novo para o mercado, sobre o processo de reestruturação que a BRF está passando. o que não ocorreu, avalia Pedro Galdi, analista-chefe da corretora Mirae Asset. O presidente reiterou tudo que já tinha sido comentando para o mercado. Pelo fato de não ter tido nenhuma novidade, as ações reagiram negativamente, mas a Mirae continua reiterando a compra do papel e acredita que nos próximos trimestres, independentemente da venda de ativos, a empresa já estará revertendo os resultados negativos dos últimos trimestres. A Mirae recomenda a compra de BRF, com potencial de alta de 39% e preço alvo de R$ 31,30.

Já o BTG Pactual teve uma avaliação mais crítica do encontro. Segundo relatório assinado por Thiago Duarte, houve alguns comentários emblemáticos com o objetivo de diferenciar a nova estratégia da antiga gestão, como negar o conflito entre o “push and pull” (na primeira, o marketing da empresa busca “empurrar” o produto ao consumidor e, na segunda, investir na marca para que o consumidor tome a iniciativa de escolhê-la), além de criticar a execução da marca Sadia e do canal de foodservice. “Nossa principal conclusão é que, enquanto elogiamos o foco da administração em melhorar a eficiência e recuperar o poder de definir seus preços, continuamos a não ver uma saída fácil ou rápida a partir de 6 pontos percentuais de margem bruta, e que a trajetória de curto prazo da BRF continua excessivamente dependente de melhorias cíclicas”, diz o analista. Ele tem recomendação de manter para a BRF e preço justo de R$ 21,00. O papel está sendo negociado na B3 a R$ 21,90, em baixa hoje de 2,54%.

Deixe um comentário