Bolsas internacionais: reversão da tendência observada ontem; no Brasil há ajuste

LinkedIn

Os mercados acionários internacionais sinalizam um processo de reversão da tendência observada ontem, quando houve uma queda generalizada nas bolsas e fortalecimento do dólar. O governo da Itália deu sinais de que pode revisar a proposta orçamentária, impulsionando os mercados de ações (destaque para ações bancárias) na Europa e também o Euro, que registra valorização de 0,3% frente ao dólar.

Mercados acionários

Nos Estados Unidos, os índices futuros sinalizam uma abertura com altas de aproximadamente 0,5%. O dólar tem leve desvalorização, após forte apreciação de ontem; e reage às negociações em torno do petróleo. Os preços do petróleo apresentam movimento semelhante à moeda norte-americana, mas ao inverso. Após uma forte desvalorização do WTI/Brent na terça-feira, os preços do petróleo registram alta de 1,5%. Veja abaixo a reação oposta entre petróleo e dólar:

No Brasil, o mercado não acompanha a tendência internacional das bolsas no momento. O Ibovespa se ajusta às quedas de ADRs negociadas em Nova York, e as ações da Petrobras registram queda de 3,5% na abertura (reflexo também da indefinição em relação à cessão onerosa). Adicionalmente, o dólar registra valorização de 0,6% no mercado doméstico. Já o mercado de juro acompanha tendência internacional de alta.

Expectativas dos agentes

Sem uma agenda econômica relevante no Brasil, o mercado pode reagir ao cenário externo e ao cenário político. Vale lembrar que os agentes internacionais estão observando atentamente o noticiário em torno do Brexit e em torno do governo italiano e seu plano orçamentário. A primeira-ministra do Reino Unido responderá a perguntas no Parlamento, em Londres, às 10h. Na Itália, o ministro de Economia e Finanças fará o mesmo na Câmara dos Deputados às 12h, em Roma.

Nos Estados Unidos, indicadores econômicos para bens duráveis e para o mercado imobiliário serão destaque ao lado de indicadores de confiança de Michigan. Às 13h30 teremos a divulgação de estoques e produção de petróleo bruto.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.