Dólar opera em alta de 0,1% e BCB entra com novo leilão de linha

LinkedIn

O dólar comercial mantém a valorização nesta quinta-feira, com o Banco Central do Brasil voltando a atuar em leilão de linha. A formação da Ptax pesa no desempenho da moeda. Na bolsa de Nova York, o índice de dólar segue em queda.

Há pouco, no interbancário, a moeda estava cotada aos R$3,846, alta de 0,15%. O dólar turismo seguia em alta de 1,24% a R$4,006 para a venda.

Demais moedas

O euro estava em R$4,385 para a venda e alta de 0,10%. A libra estava cotada a R$4,924 para a venda, queda de 0,37%. O peso argentino estava em alta de 1,49% a R$0,101.

O Banco Central do Brasil (BCB) voltou com nova leilão de linha das reservas internacionais, conforme comunicado divulgado na noite desta terça-feira. Foi anunciada a venda de US$ 1,25 bilhão com compromisso de recompra.

Como de praxe, os leilões ocorreram em duas etapas, entre 12h15 e 12h20 e de 12h35 a 12h40. O volume de hoje foi superior ao de ontem.

Hoje, o BCB vendeu os 13,6 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. O total do BCB é US$12,217 bilhões com vencimento para a próxima semana.

Cenário externo

O índice DXY, que mede o comportamento do dólar com mais seis moedas, segue estável a $96,86.

O dólar segue influenciado pelos indicadores econômicos apresentados hoje, com o aumento nos pedidos inciais de auxílio desemprego, consumo dos consumidores para bens duráveis, entre outros.

Para hoje é esperada a divulgação da Ata do Fomc, Comitê de Mercado Aberto, do Federal Reserve às 14h no horário Leste dos Estados Unidos.

Hoje, mais uma provocação do presidente Donald Trump veio pelo Twitter. O presidente disse que graças às tarifas de importação impostas à China, “bilhões de dólares estão sendo despejados nos cofres dos EUA”. A alfinetada chegou antes do encontro do G-20 em Buenos Aires, que começa no fim de semana.

O grande destaque dessa cúpula é o encontro de Trump presidente chinês Xi Jinping.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.