Lucro do Menezes Cortes (MNZC3B) subiu 6,23% no 3º trimestre de 2018

Google+ LinkedIn

A companhia Menezes Cortes anunciou um lucro líquido de R$ 2.3 milhões no 3º trimestre de 2018, valor 6,23% inferior ao lucro líquido apurado no mesmo período do ano anterior (R$ 2.46 milhões). Na comparação com o 2º trimestre de 2018 (lucro líquido de R$ 1.56 milhão), houve um crescimento de 48,04%.

Já a receita líquida da companhia diminuiu 9,11% de um ano para o outro, passando de R$ 8.72 milhões para R$ 7.93 milhões. Em relação ao último trimestre (R$ 7.81 milhões), a receita aumentou 1,43%.

Os ativos totais do Menezes Cortes totalizaram R$ 127.26 milhões no 3º trimestre de 2018, soma 3,44% menor que o saldo de R$ 131.78 milhões registrado no encerramento do mesmo período do ano anterior.

O patrimônio líquido da companhia, por sua vez, apresentou expansão de 5,42%, ao comparar todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no fechamento do 3º trimestre de 2018 (R$ 118.88 milhões) com a mesma data em 2017 (R$ 112.77 milhões).

Todos estes dados referem-se à individualização do resultado financeiro da companhia Menezes Cortes (BOV:MNZC3B), sem considerar o resultado financeiro de suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao 3º trimestre de 2018.

Resultado do Menezes Cortes nos Últimos 12 Meses

A companhia Menezes Cortes acumulou um lucro líquido de R$ 7.41 milhões nos últimos doze meses, período entre o 4º trimestre de 2017 e o 3º trimestre de 2018. Esse valor é 36,06% inferior ao lucro líquido apurado na soma dos quatro trimestres do ano anterior (R$ 11.58 milhões). Já a receita líquida da companhia diminuiu 17,08% entre o acumulado do último ano (R$ 38.31 milhões) e o acumulado dos últimos doze meses (R$ 31.76 milhões).

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça o Menezes Cortes

Terminal Garagem Menezes Cortes S/A. é um edifício localizado no Centro da Cidade do Rio de Janeiro que abriga um estacionamento e um conjunto de lojas para locação.

Criada em 1998, a TGMC S.A. deixou de ser propriedade do Estado após um leilão de privatização realizado no mesmo ano. Em 2000, a empresa deu entrada no processo de abertura de capital e suas ações passaram a ser negociadas em Mercado de Balcão Organizado.

O único ativo da companhia. é também o prédio onde funciona a empresa. O complexo, distribuído em 16 andares, possui cerca de 100.000 m² e abrange a operação de 235 lojas comerciais, no Térreo e na Sobreloja, além de cerca de 3.500 vagas de estacionamento.

A base do prédio, onde funciona o Terminal Rodoviário, é alugada à CODERTE, estatal vinculada à Secretaria de Transportes do Governo do Rio de Janeiro. Do 2º ao 14º andar localizam-se as vagas de estacionamento, enquanto a universidade Estácio ocupa o 15º piso e o 16º andar recebe a administração do Menezes Cortes.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Repórter ADVFN é o canal automatizado de informações da ADVFN Brasil, um dos principais veículos financeiros do país. Contém vídeos exclusivos sobre o dia a dia do mercado financeiro brasileiro, além de artigos inéditos produzidos por canais de comunicação parceiros.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.