Estrangeiros tiram R$ 3,6 bi da bolsa em novembro; saída no ano é de R$ 9,5 bi, a primeira desde 2011

LinkedIn

Os investidores estrangeiros retiraram R$ 3,603 bilhões da bolsa brasileira em novembro, segundo dados da B3. É o segundo mês seguido de saídas líquidas desses investidores. Em outubro, os estrangeiros retiraram R$ 6,204 bilhões da bolsa brasileira. Com isso, no ano, o saldo está negativo em R$ 9,513 bilhões, situação bem diferente da do ano passado, quando entraram R$ 14,627 bilhões.

Ao que tudo indica, este será o primeiro ano com saída líquida de estrangeiros desde 2011, quando o saldo ficou negativo em R$ 1,352 bilhões. A saída desde ano pode estar relacionada à expectativa de normalização das taxas de juros nos Estados Unidos e na Europa, que virá acompanhada de redução da injeção de recursos nos mercados via recompra de títulos dos bancos pelos bancos centrais, o chamado Quantitative Easing. Com isso, parte do dinheiro hoje aplicado em mercados emergentes deve voltar para os países desenvolvidos.

Quase metade do volume da bolsa

O comportamento dos estrangeiros é importante para a bolsa brasileira pois eles representam 49% do volume de negócios no ano. Em novembro, eles responderam por 48,7%, um pouco menos que os 50,4% de outubro. Ou seja, de cada R$ 100 comprados ou vendidos em ações em novembro na Bovespa, R$ 48,70 eram de estrangeiros.

Já as pessoas físicas ampliaram sua participação no volume para 19,7% em novembro, ante 17,8% em outubro. No ano, os investidores individuais responderam por 18% do volume negociado, mais que os 16,8% do ano passado.

Os investidores institucionais respondem por 27,6% do volume negociado na bolsa no ano. Em novembro, eles ficaram com 26% do volume, ante 26,4% de outubro.

Apesar da saída dos estrangeiros, o Índice Bovespa fechou novembro com alta de 2,4% no mês, mas queda de 1,3% em dólar. No ano, o índice acumula, até ontem, alta de 17,6% em reais e de 1,6% em dólar.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.