Smiles sobe após Gol decidir revisar plano de reestruturação; aérea reverte e avança

LinkedIn

As ações da Gol (BOV:GOLL4) revertiam as perdas da abertura e subiam mais de 3%, retomando a trajetória positiva dos últimos pregões, acentuada recentemente pela retirada de limite de participação estrangeira em companhias aéreas no Brasil.

Às 12:46, a ação da aérea subia 3,1%, entre as maiores altas do Ibovespa , que cedia 0,4%.

Mais cedo, os papéis da Gol figuraram entre as maiores quedas do Ibovespa, recuando 4,9% no pior momento, na esteira do anúncio de revisão de planos de reorganização societária, que contemplavam a incorporação da controlada Smiles, que subia 2,6% após a notícia.

O anúncio ocorreu após a B3 decidir pela”inadmissibilidade” da migração da companhia aérea para o Novo Mercado, contemplada na proposta de reestruturação.

A XP Investimentos destacou em nota que a rejeição da migração para o Novo Mercado dificulta a reorganização proposta inicialmente pela Gol, mas ressaltou que a medida provisória da semana passada permitindo a ampliação de capital estrangeiro em aéreas do país, traz novas alternativas para a companhia.

O Itaú BBA citou também em nota que, em um primeiro momento, investidores podem considerar o anúncio uma notícia positiva para a Smiles, embora possa levar algum tempo até que uma nova proposta seja publicada pela companhia aérea, assim como os termos são naturalmente incertos.

O Itaú BBA acrescentou que, diante da nova MP, uma nova proposta de reorganização societária pode ser precedida de outras negociações/transação no âmbito das companhias aéreas, envolvendo participantes estrangeiros.

Desde o anúncio dos planos de reestruturação, em meados de outubro, os papéis da Smiles recuaram mais de 15% até a última sexta-feira e as ações da Gol saltaram quase 75%. No primeiro pregão após a proposta vir a público, em 15 de outubro, as ações da Smiles despencaram quase 40%.

Na última quinta-feira, o presidente Michel Temer assinou medida provisória acabando com o  limite de participação de capital estrangeiro em companhias aéreas do país, até então limitado a 20% do capital. A decisão impulsionou a Gol, que subiu quase 12% em dois pregões.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.