Bom dia, Investidor! 04 de janeiro de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

Pré Market

Por Olívia Bulla – Mais um pregão, mais um recorde. O mercado financeiro brasileiro segue em lua de mel com o novo governo, o que levou a Bolsa brasileira a uma nova pontuação histórica ontem, enquanto o real se valorizou mais um pouco, com o dólar já na faixa de R$ 3,75. O movimento foi novamente na contramão dos negócios no exterior, onde prosseguem os temores em relação à desaceleração econômica global.

Já nesta sexta-feira o mercado doméstico não deve ficar tão imune ao cenário internacional, uma vez que serão conhecidos dados sobre o emprego nos Estados Unidos (11h30). Também é grande a expectativa lá fora pela fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em um painel econômico (13h15). Mas o que deve agitar os negócios aqui é a primeira entrevista do presidente Jair Bolsonaro após a posse.

O presidente sinalizou que pretende uma reforma da Previdência mais leve, com a idade mínima para aposentadoria ficando em 62 anos para os homens e 57 anos para as mulheres. Além disso, Bolsonaro afirmou que a proposta será aplicada de maneira gradativa, de modo a “não fazer maldade com o povo”. Segundo ele, a idade mínima de 65 anos fica “pesada” para algumas profissões.

Com isso, haverá diferenciações nas regras para aposentadoria, com a reforma não sendo “a mesma para todo mundo”. Para Bolsonaro, só assim a proposta tem chances de passar na Câmara e no Senado, pois a “boa reforma” não é aquela que está “na cabeça” do presidente ou da equipe econômica.

Destaques corporativos

Gol (GOLL4): A Gol Linhas Aéreas anunciou nesta quinta, 3, após o pregão, que a sua subsidiária Gol Finance iniciou oferta pública de aquisição em dinheiro (Tender Offer) de todas e quaisquer Senior Notes com vencimento em 2022, remuneradas a 8,875% ao ano, em circulação no mercado. O montante principal agregado é de US$ 91.533.000.

Petrobras (PETR4): A Petrobras também anunciou nesta quinta-feira, 3, uma queda de 0,90% no preço médio da gasolina nas refinarias e manteve estável o valor do diesel. O reajuste é válido a partir desta sexta (4). Com isso, o preço médio do litro da gasolina passará dos atuais R$ 1,4675 para R$ 1,4537, enquanto o diesel se manterá em R$ 1,8545.

Banco Inter (BIDI4): O Banco Inter anunciou nesta quinta-feira (3) que fez uma captação de R$ 12 milhões com Letra Imobiliária Garantida (LIG), mostrando o crescente apetite dos bancos brasileiros para diversificar as fontes de recursos para crédito imobiliário.

Equatorial (EQTL3):  A Equatorial Energia pretende refinanciar dívidas das distribuidoras de energia Ceal e Cepisa, que adquiriu em leilões de privatização da Eletrobras, uma vez que avalia que pode conseguir taxas mais atrativas, disse nesta quinta-feira o diretor financeiro da companhia, Eduardo Haiama.

Recomendação de ativos

Kroton (KROT3): A equipe da Safra Corretora escolheu a Kroton como nova ação preferida no setor de educação. A recomendação do ativo foi elevada para outperform, com preço-alvo de R$ 12,9.

Commodities

Minério de ferro:  A jornada desta sexta-feira na bolsa de mercadorias de na China foi marcada pela valorização dos preços dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo teve avanço de 3,23%, encerrando assim o dia a 511,00 iuanes por tonelada.

Câmbio

Dólar: O dólar opera estável nesta sexta-feira (4), com os investidores de olho nas primeiras movimentações do governo de Jair Bolsonaro e repercutindo as expectativas sobre a possibilidade de aprovação das medidas que ajudem a equilibrar as contas públicas.

Às 9h04, a moeda norte-americana subia 0,02%, vendida a R$ 3,7549.

No dia anterior, a moeda norte-americana caiu 1,43%, a R$ 3,7542. Foi o menor patamar de fechamento desde 16 de novembro (R$ 3,7372). Em 2018, o dólar acumulou alta de 16,92%. (G1)

Agenda econômica

CapturadeTela2019-01-04às09.20.41

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.