Coluna do TradingView: Ibov, Vale e Wiz

LinkedIn

Confira os estudos dos analistas do TradingView para ativos nacionais essa semana!

Bruna Almeida

Vale ON – (BOV:VALE3)

Vale3 está ganhando forças para alcançar o preço de 57.20, mas será que consegue romper?

Possivelmente, há vendedores posicionados ali pelo volume, o que pode caracterizar uma zona de resistência. Conseguindo romper, outro ponto importante está em 62.80. (veja o gráfico dinâmico)

BA-VALE3

Arsgratia

Índice Bovespa (BOV:IBOV)

Em 2016, o Ibovespa conseguiu reverter um longo canal de baixa, que foi formado durante todo o governo Dilma. Depois de uma guinada rápida (rali do impeachment), o preço foi se deslocando sempre para cima, porém com volatilidade cada vez menor. Esse movimento levou a formação de uma cunha, destacada na figura pelas linhas rosas.

O período da greve dos caminhoneiros levou ao rompimento desta cunha. O suporte encontrado foi na faixa de 18.000, com a formação de um fundo duplo, após o qual o preço voltou a subir. Este fundo, permitiu traçar a nossa possível nova LTA (linha verde) para os próximos anos. Coincidentemente, essa LTA é um deslocamento da aresta superior da cunha, refletindo o jargão da análise gráfica de que “um triângulo rompido tende a se tornar um canal”.

Devido a este espaço para subir, tanto dentro do possível canal, quanto até as próximas resistências (27, 30, 35 e 40.000), pretendo me posicionar no lado comprador por ora. Há que se atentar, porém, ao atual cenário baixista das bolsas mundiais, que pode levar o Ibovespa junto a qualquer momento.

AR-ibov

Paulo Tedesco

Índice Bovespa (BOV:IBOV)

O benchmark IBOV formou um candle de reversão baixista, um enforcado, outros podem chamar de doji (libélula ou dragon fly) por causa da abertura e fechamento muito próximos. No padrão de dois candles formou um harami de baixa.

Após forte rali de alta é normal agora a formação de um topo. Todo viés é altista, o padrão de topos e fundos ascendentes é vigente, temos as médias e o HiloActivator comprados. No curto prazo podemos ter correção baixista. (veja o gráfico dinâmico)

PC-Ibov

Bruno Mazzoni

Wiz SA ON – (BOV:WIZS3)

Segue o meu estudo ligeiramente otimista para WIZS3. Utilizei simetria de movimentos anteriores e recentes para definir área de interesse. Retrações e Projeções de Fibonacci podem ser utilizadas para formar Cluster Zones. Termo cluster significa confluências (justificativas para negociar em determinada zona de preços)

Com o viés positivo, eu projeto bom ponto de interesse com Risco x Retorno agradável.

BM-WIZ

Disclaimer: Análises aqui são apenas estudos. Não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda. Tampouco refletem a opinião do veículo de mídia no qual estão sendo vinculadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado. Se você não tem experiência, não opere. E se tiver experiência, não opere também.

Nossos Autores:

Bruna Almeida –  É Trader no mercado nacional e também especula Criptomoedas. YouTube.

Arsgratia –  É Trader no mercado nacional. Confira suas análises no TradingView.

Paulo C. Tedesco – Paulo Cesar Cano Ramirez, trader atuante em vários mercados. pctedesco.blogspot.com.

Bruno Mazzoni – Formado em Administração de Empresas na Faculdade de Campinas em 2012, Trader Grafista desde 2015. Sócio Fundador do Portal Violinada Trading. http://www.violinada.com.br/

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.