XP vê ganhos de até R$ 6,3 por ação da Petrobras com retomada de desinvestimentos

LinkedIn

Investing.com – Para a XP Investimentos, a Petrobras (BOV:PETR4), com a retomada da venda de ativos e a busca por várias parcerias para refino, deve conseguir até US$ 21,9 bilhões em receitas, colocando de R$ 5,00 a R$ 6,30 adicionais em seu preço-alvo. As informações constam de relatório divulgado pela corretora nesta sexta-feira.

Na parte final da manhã desta sexta-feira, as ações operam em alta de 0,95% a R$ 25,41.

O documento destaca que a dívida líquida da estatal também pode cair de 0,66 ponto percentual a 0,83 ponto percentual como proporção do EBITDA da Petrobras estar atualmente em 2,96 vezes. Para a equipe da corretora, sem os obstáculos que impediam alienação dos ativos, a Petrobras pode seguir com o plano de desinvestimentos de até US$ 26,9 bilhões.

Ontem, a Petrobras anunciou que retomará o processo competitivo para a venda de fatia de 90 por cento na Transportadora Associada de Gás (TAG) e de 100 por cento da Araucária Nitrogenados (ANSA), bem como a busca para a formação de parcerias em refino.

Os processos de desinvestimentos nesses ativos estavam suspensos desde o ano passado, após decisão cautelar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), pela qual a venda de ações de empresas públicas dependeria de aval legislativo.

A decisão pelo reinício dos desinvestimentos foi tomada pela Petrobras após a Advocacia Geral da União (AGU) avaliar que a empresa atende a requisitos analisados pelo próprio STF para alienar subsidiárias, informou a gigante petroleira em fato relevante nesta quinta-feira.

No caso da TAG, subsidiária da Petrobras proprietária e gestora de importante parcela dos ativos de transporte de gás do país, a decisão veio também após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubar uma liminar movida por um sindicato contra a sua venda.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.