Cielo tem queda de mais de 2% após anunciar recompra de ações

LinkedIn

A Cielo (BOV:CIEL3) anunciou nesta quarta-feira (20) que seu conselho de administração aprovou a abertura de dois novos programas de recompra de ações. Segundo a empresa, a intenção é adquirir até 2,7 milhões de ações.

No primeiro programa, a Cielo irá adquirir 1,1 milhão de ações, até 01 de março. O segundo terá a recompra de 1,070 milhão de papéis e vigência entre 1º de agosto e 10 de agosto de 2019.

As operações de recompra serão realizadas em bolsa, a preços de mercado, com a intermediação da Bradesco Corretora.

Em comunicado, a empresa destaca que a aquisição das ações tem como objetivo fazer frente aos compromissos assumidos pela companhia no âmbito dos programas de remuneração, retenção e incentivo de seus administradores.

Segundo a Cielo, os membros do conselho de administração entendem que a situação financeira atual da companhia é compatível com a possível execução dos programas nas condições aprovadas e se sentem confortáveis de que a recompra de ações não prejudicará o cumprimento das obrigações assumidas com credores nem o pagamento de dividendos obrigatórios mínimos.

Às 14:12, as ações CIEL3 operavam com queda de 2,07% a R$ 10,87.

Resultados

O lucro líquido ajustado da Cielo totalizou R$ 724,1 milhões no 4T18. Esse valor corresponde a queda de 30,6% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Em 2018, o lucro líquido foi de R$ 3,28 bilhões, queda de 19% em relação a 2017.

No 4T18, o Ebitda foi de R$ 1,91 bilhão, queda de 20,8% em relação ao 4T17. A margem Ebitda foi de 36,3%. No 4T17, foi de 45,4%.

A receita líquida totalizou R$ 3,11 milhões no 4º trimestre de 2018 e R$ 11,6 milhões no ano, apresentando redução de 0,8% e aumento de 0,7%, respectivamente.

Deixe um comentário