Invest Bemge (FIGE3 e FIGE4) apresentou prejuízo de R$ 4.4 milhões no 4º trimestre de 2018

LinkedIn

A companhia Invest Bemge anunciou um lucro líquido de R$ 4.4 milhões no 4º trimestre de 2018, valor 95,47% superior ao lucro líquido apurado no mesmo período do ano anterior (R$ 2.25 milhões).

Os ativos totais da Invest Bemge (BOV:FIGE4) totalizaram R$ 220.33 milhões no 4º trimestre de 2018, soma 3,00% maior que o saldo de R$ 213.9 milhões registrado no encerramento do mesmo período do ano anterior.

O patrimônio líquido da companhia, por sua vez, apresentou expansão de 4,98%, ao comparar todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no fechamento do 4º trimestre de 2018 (R$ 220.03 milhões) com a mesma data em 2017 (R$ 209.58 milhões).

Todos estes dados referem-se à individualização do resultado financeiro da companhia Invest Bemge (BOV:FIGE3 e BOV:FIGE4), sem considerar o resultado financeiro de suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao 4º trimestre de 2018.

Resultado da Invest Bemge em 2018

Nos doze meses de 2018, a companhia Invest Bemge (BOV:FIGE3) acumulou um lucro líquido de R$ 10.54 milhões – desempenho inferior ao valor médio dos cinco anos anteriores (R$ 12.68 milhões), quando a empresa teve uma retração média de -0,60% por ano.

Na data de encerramento do último balanço financeiro consolidado divulgado, os ativos totais da companhia Invest Bemge somavam R$ 220.33 milhões, enquanto que seu patrimônio líquido totalizava R$ 220.03 milhões.

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça a Investimentos Bemge

Investimentos Bemge é o nome atual do Banco do Estado de Minas Gerais – BEMGE, que foi uma rede de agências bancárias do estado de Minas Gerais. O banco foi privatizado em setembro de 1998, pelo então governador Eduardo Azeredo, tendo sido adquirido e incorporado ao Banco Itaú por R$ 538 milhões.

Quando foi vendido ao Itaú, o BEMGE figurava entre os 20 maiores bancos do país e atuava, sobretudo no segmento do varejo bancário, concentrando sua rede de atendimento e a maior parte de sua clientela em Minas Gerais. O processo de privatização alterou profundamente a estrutura do banco. Já em 1997, a rede de atendimento, que era de 489 agências e 235 postos em 1994, foi reduzida a 472 agências em O quadro de pessoal, foi reduzido de 11.012, em 1994, para 7.104 funcionários, à época da privatização.

O ponto mais relevante a ser observado é que, o balanço divulgado pelo Itaú, após a privatização, mostrou que somente no primeiro semestre de 1999, o lucro do banco havia atingido R$ 473 milhões, o que praticamente saldava o valor investido na compra. Assim sendo, considerando os valores envolvidos na operação, a privatização do BEMGE proporcionou alto retorno financeiro em curto período de tempo, tendo sido um excelente negócio para os compradores.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.