CCR paga R$ 71 milhões a executivos por delação premiada

LinkedIn

Por Eduardo Guimarães, da Levante

A CCR anunciou um “programa de incentivo à colaboração” que envolve o pagamento de 71 milhões de reais em cinco anos para 15 ex-executivos envolvidos em investigações do Ministério Público. O objetivo principal do programa é efetivar os acordos de leniência negociados com o Ministério Público.

E Eu Com Isso?

A notícia é negativa para a CCR e pegou o mercado de surpresa durante a teleconferência de resultados do quarto trimestre de 2018. Com isso, as ações (CCRO3) fecharam em forte queda de 5 por cento na última sexta-feira (22).

A CCR já havia anunciado o pagamento de 750 milhões de reais referente a multas e penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério Público Federal na RodoNorte, no Paraná, e outros 81,5 milhões de reais de pagamento de multa decorrente da celebração do Termo de Autocomposição com o Ministério Público do Estado de São Paulo.

Acreditamos que a Operação Lava Jato deverá continuar “pesando” no preço das ações da CCR no curto prazo. Além disso, a companhia não obteve êxito no último leilão dos aeroportos, que foi dominado por companhias strangeiras.

A empresa tem “bala na agulha” (caixa) para participar mais ativamente dos leilões de novos ativos, mas vai precisar ser mais agressiva nas suas propostas e aceitar uma taxa interna mais modesta nos projetos daqui para a frente.

Deixe um comentário