CVC lidera perdas do Ibovespa após delação de fundador

LinkedIn

As ações da CVC Brasil (BOV:CVCB3) estão sendo negociadas com perdas expressivas na tarde desta quarta-feira, 13. Com queda de 3,63% a R$ 55,47, o papel lidera as perdas do Ibovespa.

Na terça-feira, os ativos encerraram o dia com queda de 1,29%. O motivo que influencia essas quedas sequenciais, foi a noticia de que o fundador da companhia admitiu o pagamento de propina para evitar a aplicação de multa de R$ 161 milhões a uma das empresas do grupo, a “Operadora e Agência de Viagens TUR”.

Em comunicado enviado ao mercado na noite desta terça-feira, 12, a CVC esclareceu que não tem nenhum tipo de relação com a empresa, mencionada na Operação Checkout da Polícia Federal e fruto de delação do empresário Guilherme Paulos — que não ocupa mais cargo executivo ou administrativo na companhia.

Com base na delação, a ação conjunta entre a PF, Receita e Procuradoria cumpriu 23 mandados de buscas e um de prisão temporária, decretados pela juíza federal Michele Mickelberg, da 2.ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

Deixe um comentário