#MomentoB3: Após cinco quedas, Ibovespa ensaia melhora com exterior sem tirar Previdência do foco

LinkedIn

Ibovespa subia nesta terça-feira, após fechar no vermelho nos cinco pregões anteriores, em movimento favorecido pela melhora no exterior, enquanto agentes financeiros continuam atentos a movimentações relacionadas à reforma da Previdência no país.

Às 11:36, o índice subia 0,57%, a 94.196,64 pontos. A reação vem após o índice de referência do mercado acionário brasileiro acumular queda de 6,3% nas últimas cinco sessões.

O volume financeiro no pregão somava R$ 4,01 bilhões.

Destaques

Petrobras (BOV:PETR4) subia perto de 3%, apoiada pela alta dos preços do petróleo no exterior, além da decisão de mudar a periodicidade dos reajustes do diesel nas refinarias, que acontecerão agora em intervalos não inferiores a 15 dias.

Vale (BOV:VALE3) avançava quase 2%, em sessão com dados de produção do último trimestre de 2018, quando a empresa produziu 101 milhões de toneladas de minério de ferro, alta de 8,2% ante o mesmo período do ano anterior. Investidores aguardam o balanço da companhia na quarta-feira. Na véspera, a Justiça da Comarca de Barão de Cocais (MG) bloqueou 2,95 bilhões de reais de recursos da Vale.

Natura (BOV:NATU3) liderava as altas do dia com avanço de mais de 8%, recuperando-se de um tombo de 12,2%nos últimos dois pregões após a fabricante de cosméticos brasileira afirmar na sexta-feira que negocia um acordo com a Avon.

Na véspera, o Ibovespa fechou em queda de 0,08%, aos 93.662 pontos.

Câmbio

O dólar opera em alta nesta terça-feira (26). Às 13h02, a moeda norte-americana subia 0,59%, vendida a R$ 3,86789. A moeda norte-americana recuou 1,15% na véspera, vendida a R$ 3,8562. Na máxima do dia, o dólar chegou a R$ 3,9363. Na mínima, foi a R$ 3,8547.

Deixe um comentário