Acionistas da CCR querem barrar pagamento a executivos envolvidos em escândalos

LinkedIn

Alguns acionistas minoritários da CCR (BOV:CCRO3) estão se organizando para impedir ou contestar os termos da assembleia, prevista para 22 de abril, que irá deliberar sobre o pagamento de R$ 71 milhões a ex-executivos envolvidos em malfeitos que devem colaborar com as investigações do Ministério Público.

Segundo o jornal Valor Econômico, a proposta da administração é que 15 ex-funcionários, incluindo o ex-presidente da companhia, Renato Vale, recebam uma quantia equivalente a seus últimos salários por um período de cinco anos. Em contrapartida, eles terão que se comprometer a “colaborar ativa e efetivamente” com as autoridades.

Impulsionada pela notícia, a ação da companhia operava com ganhos de 1,87% a R$ 12,54.

Deixe um comentário