Atenção para ações de infraestrutura, bancos e proteína

LinkedIn

Investidores ficarão de olho hoje em ações de infraestrutura e proteína, principalmente. Tem início mais um capítulo na agenda de privatizações do governo federal, com a entrega dos envelopes na B3, entre 10hs e 13hs, das propostas para a licitação de cinco áreas de movimentação e armazenagem de granéis líquidos combustíveis no Porto de Miramar, em Belém e uma no Porto de Vila do Conde.

O leilão, organizado pela Agência Nacional de Transportes Aquáticos (Antaq), será na sexta-feira. Ainda na área de transportes, a Rumo chama a atenção, com a saída do diretor-presidente Julio Fontana Neto, anunciada ontem. A ata da reunião do conselho não traz os motivos, mas informa que seu substituto será João Alberto Fernandez de Abreu.

Executivos da Gol e da CCR estarão presentes no evento Brazil Investment Forum, que acontece no Grand Hyatt, em São Paulo, assim como outros CEOs e profissionais de bancos. O Bradesco BBI fala às 11h à imprensa, tendo à frente o vice-presidente Marcelo Noronha.

Sabesp

Na agenda desta terça-feira há teleconferência com analistas e investidores da Sabesp, às 10h30, na qual a companhia detalhará seus números de 2018 e também o plano de investimento 2019 a 2023, anunciado na noite de ontem, de R$ 18,731 bilhões. Em 2018, foram projetados R$ 2,9 bilhões de investimentos, mas a empresa aportou no total R$ 4,177 bilhões.

A teleconferência será também uma oportunidade de questionar sobre os planos do controlador, o governo paulista, sobre a privatização ou a capitalização da companhia. O secretário de Fazenda e Planejamento de São Paulo, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira que não acredita ser viável ter a conclusão da venda ou da capitalização ainda em 2019. O governo trabalha agora com a possibilidade de que as receitas entrem nos cofres públicos apenas no início de 2020.

BRF e JBS

A agência de classificação de risco Fitch retirou o grau de investimento da BRF nesta segunda-feira ao rebaixar o rating de longo prazo e em moeda estrangeira da empresa de BBB- para BB. A perspectiva da nota de crédito foi alterada de negativa para estável. Em comunicado, a Fitch aponta que o rebaixamento reflete “o baixo desempenho operacional, maior alavancagem e ritmo de desalavancagem mais lento do que o previsto inicialmente devido aos múltiplos obstáculos enfrentados pela BRF durante 2018”.

Olho também em JBS, que é dona da Pilgrim’s Pride, já que nos Estados Unidos, um grupo de grandes compradores de carne de frango, incluindo Conagra, Kraft Heinz e Nestlé, entrou com uma ação contra as processadoras do produto no país, por causa de um suposto esquema para reduzir a produção e elevar artificialmente os preços. Segundo os autores da ação, companhias como Tyson, Pilgrim’s Pride (JBS), Sanderson Farms e Perdue vinham inflando artificialmente, desde 2008, um índice de preços conhecido como Georgia Dock, o que resultou em preços mais altos de carne frango.

Vale

A Vale divulgou esclarecimento sobre a tributação de suas operações no exterior, referente a reportagem do site UOL (“Vale faz venda fake à Suíça e deixa de pagar bilhões em impostos no Brasil”), na qual é acusada de realizar manobra no exterior para evitar impostos no Brasil, conforme um estudo do IJF/Latinidadd.

Há, segundo a empresa, ajustes ao preço do minério de ferro preconizados pela legislação e não considerados pelo estudo, e a controladora não teria nenhum ganho com qualquer eventual transferência de lucros para o exterior, “uma vez que a legislação brasileira captura tais lucros via tributação das controladas no exterior”, diz.

Usiminas 

Na Usiminas, o representante dos empregados no conselho de administração, Luiz Carlos de Miranda Faria, pode retomar o posto. Ontem, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu as ações trabalhistas na 3ª Vara do Trabalho de Coronel Fabriciano (MG) e no Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, até o julgamento final do conflito de competência. Em razão da liminar, ele pode reassumir o cargo, que vinha sendo exercido pelo seu suplente.

Anima

Olho também em Ânima Educação, que na noite de ontem divulgou alta de 9,8% na captação de alunos de graduação no primeiro semestre, para 33 mil, ante o mesmo período do ano anterior. De acordo com a companhia, o movimento foi impulsionado, principalmente, pelas oito novas unidades inauguradas em 2019. Do total de alunos captados da graduação, 83,5% são pagantes, sem qualquer tipo de financiamento.

(Fonte do noticiário corporativo: Agência Estado News)

Deixe um comentário