Bovespa ensaia melhora e opera em alta

LinkedIn

O principal indicador da bolsa paulista, o Ibovespa, opera em alta nesta quinta-feira (25), em pregão instável, com os investidores monitorando as articulações políticas para a tramitação da reforma da Previdência no Congresso, com os papéis da JBS (BOV:JBSS3) entre os principais suportes do índice, embora o declínio de Bradesco limitasse os ganhos.

Às 13h10, o Ibovespa subia 0,78%, a 95.785 pontos. Mais cedo, na mínima, caiu 0,88%. No dia anterior, a Bolsa recuou 0,92%, aos 95.045 pontos.

Destaques

Perto do mesmo horário, JBS subia acima de 5%, recuperando-se de queda na véspera, conforme permanecem as perspectivas positivas para o setor de proteínas no Brasil em decorrência do surto de peste suína africana na China. Também no radar, a Seara Alimentos, do grupo JBS, recebeu autorização do governo da Índia para exportar produtos de frango a partir do Brasil para o país.

Natura (BOV:NATU3)  liderava as altas, com valorização de mais de 9%, após a Avon anunciar a venda de unidade na América do Norte para a LG Household & Health Care, do grupo sul-coreano LG, por US$ 125 milhões. Em março, a Natura disse que estava negociando potencial transação envolvendo a Avon.

A ação preferencial da Petrobras (BOV:PETR4) subia mais de 1%, tendo de pano de fundo a alta dos preços do petróleo Brent no exterior, com o noticiário incluindo anúncio de provisão de R$ 1,3 bilhão por litígios envolvendo a Sete Brasil e novo programa de desligamento voluntário.

Na outra ponta, Bradesco (BOV:BBDC4) recuava perto de 1%, mesmo após ter reportado alta de 30% no lucro líquido no 1º trimestre.

Vale (BOV:VALE3) cedia 0,44%, em movimento alinhado com o de outras mineradoras no exterior.

Deixe um comentário