BTG Pactual reitera recomendação de compra para ações da Petrobras

LinkedIn

Investing.com – O BTG Pactual reiterou nesta quarta-feira a recomendação de compra para as ações da Petrobras (BOV:PETR3), destacando que há espaço para a recuperação do ativo. No entanto, os analistas acreditam que o mercado só retomará a confiança na estatal quando for anunciado o próximo reajuste do preço do diesel e que ele seja consistente em relação a paridade internacional.

Outro ponto de atenção para a equipe do banco é que os riscos persistentes da greve dos caminhoneiros podem sustentar o medo de que uma interferência ainda possa acontecer, apesar de afirmar que não acredita que a evolução desde os eventos da semana passada tenha sido encorajadora e favorável à recomendação.

Em relatório enviado a clientes, o BTG destaca que quando o aumento do preço do diesel de 5,7% foi cancelado na última sexta-feira, um dos principais pilares da visão construtiva sobre a estatal foi colocado em cheque: a tão necessária liberdade operacional.

Para os analistas, após reuniões envolvendo a administração da Petrobras (BOV:PETR4) e o alto escalão do governo, parece que pelo menos uma lição foi aprendida: que a companhia não será o instrumento para políticas públicas, o que deve ser feito por meio de mecanismos separados. Como exemplo, o pacote de benefícios para ajudar os motoristas de caminhão e evitar uma nova greve e que a liberdade da estatal para definir os preços será preservada.

Para o BTG, depois das declarações desta semana de nomes do governo, a sensação é que os eventos da semana passada foram impulsionados mais pela falta de compreensão total de como funciona o mecanismo de preços, e não simplesmente por um componente ideológico. Apesar disso, resta saber como isso se traduzirá em mudanças reais de preços. A estimativa é que o preço do diesel esteja 6% abaixo da paridade internacional.

Deixe um comentário