CEB (CEBR3, CEBR5 e CEBR6) teve prejuízo de R$ 115.71 milhões em 2018

LinkedIn

A companhia CEB (BOV:CEBR3) anunciou um prejuízo líquido de R$ 115.71 milhões em 2018, resultado inferior ao lucro líquido apurado no ano anterior (R$ 155.55 milhões). Já a receita líquida da companhia diminuiu 4,64% de um ano para o outro, passando de R$ 2.72 bilhões em 2017 para R$ 2.59 bilhões em 2018.

Os ativos totais da empresa CEB (BOV:CEBR5) totalizaram R$ 3.74 bilhões em 31 de dezembro de 2018, soma 3,86% maior que o saldo de R$ 3.6 bilhões registrado no encerramento de 2017. Por sua vez, o patrimônio líquido da companhia apresentou aumento de 6,49%, ao compararmos todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no último dia de 2018 (R$ 792.57 milhões) com o último dia de 2017 (R$ 744.3 milhões).

Todos estes dados referem-se à consolidação do resultado financeiro da companhia CEB (BOV:CEBR3, BOV:CEBR5 e BOV:CEBR6) com o resultado financeiro de todas as suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao ano de 2018.

Resultado da CEB no 4º trimestre de 2018

A companhia CEB (BOV:CEBR6) anunciou um lucro líquido de R$ 130.1 milhões no 4º trimestre de 2018, resultado superior ao prejuízo líquido de R$ 29.29 milhões apurado no mesmo período do ano anterior. Já a receita líquida da companhia diminuiu 24,18% de um ano para o outro, passando de R$ 835.28 milhões no 4º trimestre de 2017 para R$ 633.3 milhões no 4º trimestre de 2018.

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça a CEB

Com o investimento em novos negócios a partir de 1992, a Companhia Energática de Brasília – CEB passou à denominação Companhia Energética de Brasília, obtendo concessão de gás canalizado em 1993 e para participar de consórcios de aproveitamento hidrelétrico, a partir de 1994. Em 2006, em atendimento ao disposto na Lei nº 10.848 de 15/03/2004 e à Resolução Autorizativa nº 318/Aneel de 14/01/2005, a CEB foi submetida a uma reestruturação societária, passando, respectivamente, as concessões de distribuição de energia elétrica no Distrito Federal, de geração das Usinas do Paranoá, Termoelétricas de Brasília e de geração da Usina de Queimado (parte da CEB no Consórcio Cemig/CEB) para as empresas CEB Distribuição S.A., CEB Geração S.A. e CEB Participações S.A. – CEBPar.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário