Confira as escolhas do Santander para abril

LinkedIn

A equipe de análise do Santander divulgou suas carteias recomendadas para o mês de abril, realizando apenas uma alteração no portfólio, com a retirada da Rumo e a entrada da Azul na carteira Dinâmica

Desempenho

Em março, o portfólio do Santander apresentou rendimento de 0,50%, contra perdas de 0,18% do principal índice da bolsa no mês passado. No acumulado do ano, as recomendações do banco acumulam ganhos de 9,96%, contra 6,10% do Ibovespa no mesmo período. Não houve alteração em relação ao mês passado.

Composição Ibovespa +

A Carteira Ibovespa +, que tem como objetivo superar o Ibovespa ao longo prazo, não registrou nenhuma alteração, iniciando o mês de abril com as mesmas recomendações anteriores:  Banco do Brasil (BOV:BBAS3), Lojas Renner (BOV:LREN3), Petrobras (BOV:PETR4), Rumo Logística (BOV:RAIL3), Suzano (BOV:SUZB3), Pão de Açúcar (BOV:PCAR4), Bradesco (BOV:BBDC4) e IRB Brasil (BOV:IRBR3).

Dinâmica

Já na Carteira Dinâmica, recomendada aos investidores que buscam acompanhar de perto as oscilações do mercado, aceitando elevar ou reduzir o risco da carteira sempre que necessário, foi realizada uma troca, com Azul entrando no lugar de Rumo.

Assim, o portfólio passa a ser composto pelos ativos do Itaú, ETF de S&P 500, Azul, Banco do Brasil, Braskem, CVC, Localiza e Ultrapar. 

Small Caps

O Santander também não realizou mudanças em sua carteira de Small Caps, que teve rendimento de 0,66% em março e de 4,66% em 2019.

A carteira é recomendada para quem deseja investir em ações de pequeno e médio porte, ou seja, empresas menores e/ou com baixa liquidez na bolsa, mas com alto potencial de crescimento e valorização.

Portanto, a carteira é composta pelos papéis do Banrisul, Iguatemi, Cyrela, Duratex, Linx, Randon, Unidas e SulAmérica. 

Deixe um comentário