Regulador de Forex da China desenvolve piloto solução blockchain de financiamento comercial

LinkedIn

O regulador de reserva de câmbio internacional da China, State Administration of Foreign Exchange (SAFE), está pronto para pilotar uma plataforma blockchain de financiamento de comércio entre fronteiras. A notícia foi publicada pela agência financeira local CNStock em 24 de abril.

De acordo com o texto, o desenvolvimento da plataforma foi iniciado pela própria SAFE e completado em colaboração com o Hangzhou Blockchain Technology Research Institute.

O citado, também conhecido como China Banknote Blockchain Technology Research Institute, teria sido concluído o compromisso técnico do projeto sob a China Banknote Printing and Minting Corporation, que é diretamente afiliada ao Banco do Povo da China PBoC).

Sendo largamente baseado em um processo manual e baseado em papéis, o sistema financeiro de importação e exportação da China seria conhecido por baixa eficiência operacional e compartilhamento de dados assimétrico e incompleto.

Para aprimorar a complexa logística de gestão de transações de financiamento comercial, os dados podem ser gravados em uma rede distribuida segura criptográficamente que permite compartilhamento de dados em tempo real e transparência, diz a reportagem. Isso também poderia melhorar a eficiência operacional e de segurança, reduzindo custos.

A plataforma teria a capacidade de gerir todo o processo de financiamento comercial, o que inclui automativamente verificar a autenticidade de documentos de fronteiras e balanços financeiros correspondentes, evitando duplicidade e excessos financeiros.

O sistema blockchain oferece gestão regulatória compreensiva, e pode notadamente garantir que os dados dos participantes só estarão visíveis às contrapartes, reguladores e outras entidades aprovadas, completa o texto.

Agora que o desenvolvimento da plataforma está completo, a SAFE teria planos de pilotar o projeto por seis meses em três grandes províncias comerciais – Jiangsu, Zhejiang e Fujian – e duas cidades, Shanghai e Chongqing.

Depois do fim do piloto, a plataforma espera sua expansão para todo o país. Ela teria ainda suporte a outros cenários comerciais assim como a participação de diversos grandes bancos, incluindo o Banco da China, completa a matéria.

Como já foi publicado, uma plataforma blockchain de financiamento comercial para negociação entre fronteiras entre Guangdong, Hong Kong and e a Baía de Macau — apoiada pelo PBoC — foi pilotada em setembro de 2018.

 

Por Marie Huillet

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário