As ações mais indicadas pelas corretoras em maio

LinkedIn

Abril não foi um mês fácil para o mercado acionário brasileiro. Dificuldades do governo Jair Bolsonaro em articular a aprovação da reforma da Previdência e atitudes intervencionistas de caráter populista do presidente na Petrobras e no Banco do Brasil preocuparam os investidores, que haviam puxado o Índice Bovespa para 100 mil pontos durante o pregão de 18 de março.

O índice vem patinando desde então, entre 91 mil e 96 mil pontos, fechando abril em 96.353 pontos, de acordo com as idas e vindas do governo, que se refletiram também na economia real. A atividade cresceu menos que o esperado no início do ano e o país pode registrar queda no Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre.

Tudo isso pode ser relevado com o argumento de que o governo Bolsonaro está em sua “curva de aprendizado“, indo e voltando até encontrar o caminho certo de governar. Até porque a maioria de seus integrantes nunca exerceu cargos públicos. E, mesmo com tantas idas e vindas, o projeto de reforma da Previdência passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e já está na Comissão Especial. Essa é a visão do mercado, que a reforma da Previdência vai ser aprovada e com isso a bolsa de valores ainda é o melhor investimento para este ano.

A essa instabilidade, porém, deve continuar e, aos tropeços do governo, junta-se a má fama do mês de maio. “Sem sermos pessimistas, maio, nos últimos anos, trouxe surpresas bem desagradáveis para o mercado”, afirmam os analistas da Elite Investimentos, Alexandre Marques e Louise Barsi, da Elite Investimentos em relatório. “Em 2017, a bomba da gravação da conversa do então presidente Michel Temer com um dos sócios da JBS, Joesley Batista, e em 2018, a greve dos caminhoneiros que paralisou o país”, lembram.

Para maio, a Elite continua a recomendar uma carteira mais conservadora enquanto a volatilidade com o vai-e-vem da reforma da Previdência continuar. “Estarão no radar os resultados das empresas do primeiro trimestre e as articulações para as próximas assembleias de acionistas”, diz a corretora.

Perdas e ganhos em abril e Petrobras em destaque

A instabilidade da bolsa fez as carteiras recomendadas pelas corretoras acompanhadas pelo Portal do Pavini apresentarem resultados bem díspares. Algumas tiveram ganhos de até 8% enquanto outras tiveram perdas. Mas, no geral, todas as corretoras seguem otimistas com a bolsa e veem oportunidades especialmente em Petrobras, bancos, varejo e consumo, com Pão de Açúcar, Localiza e Cosan. Até a Vale voltou a ganhar força este mês, com cinco indicações (eram quatro em abril).

Itaú perdeu espaço nas carteiras, de segundo papel, com seis indicações, agora tem quatro. O banco divulgou seu balanço do primeiro trimestre na semana passada com um lucro maior e melhor rentabilidade, mas teve de revisar as estimativas para o ano por conta da disputa no segmento de maquinhas de cartões.

Rumo e Suzano, que tinham 6 e 5 indicações, respectivamente, tiveram três indicações este mês.

Confira abaixo as ações mais indicadas em maio entre 17 corretoras.

As preferidas das corretoras
Maio Código Indicações
Petrobras PN PETR4 10
Banco do Brasil ON BBAS3 9
Bradesco PN BBDC4 7
Pão de Açúcar PN PCAR4 7
Localiza ON RENT3 6
Braskem PNA BRKM5 5
IRB Brasil ON IRBR3 5
Vale ON VALE3 5
Cosan ON CSAN3 4
Gerdau PN GGBR4 4
Itaú Unibanco PN ITUB4 4

Corretoras esperam mais discussões na Previdência

Já André Perfeito, economista-chefe da Necton Investimentos, acredita que os ruídos devem diminuir. Uma vez aprovada na CCJ, a reforma da Previdência deve agora entrar em uma fase de discussões mais acaloradas na comissão especial. Mas como a relatoria do projeto na comissão está nas mãos de um tucano, a administração dos ânimos será melhor encaminhada do que foi pelo PSL na CCJ, espera o economista. Perfeito espera também dados melhores na economia e maior estabilidade no dólar.

Diante disso, ele vê espaço para valorização maior da renda variável, também pela safra de balanços do primeiro trimestre, que pode trazer boas notícias para as empresas. Na renda fixa, depois da alta das taxas em abril, ele espera ganhos com papéis corrigidos pela inflação, as NTN-Bs, e recomenda uma carteira 50% nesses papéis com vencimento em 2024 e 50% em juros pós-fixados, ou Selic.

BTG vê reforma de R$ 600 bi

Outro banco que segue otimista com a bolsa é o BTG Pactual, que espera a aprovação de uma reforma da Previdência mais magra, com economia em torno de R$ 600 bilhões a R$ 700 bilhões em 10 anos. A aprovação da reforma levaria a um cenário do Índice Bovespa chegando aos 113 mil pontos rapidamente, espera o banco. O BTG vê também crescimento dos lucros das empresas.

Lucro das companhias pode crescer 25%

Os resultados das companhias também podem influenciar o mercado em maio, com muitas empresas divulgando seus balanços do primeiro trimestre.

Apesar do primeiro trimestre difícil na economia, o BTG espera que, na média, o lucro das companhias , excluindo Petrobras e Vale, que por seu tamanho distorcem o estudo, cresça este ano 25%, depois de subir 23% no ano passado. Companhias voltadas para o mercado interno teriam um aumento de lucros de 21,5%, para 16,7% em 2018. E maior lucro significa mais valor para as empresas e suas ações.

Há quatro meses, o banco estava menos otimista com as empresas, prevendo um crescimento de lucro de 16,5%. A mudança veio da base de comparação menor, já que o lucro das empresas em 2018 foi abaixo do esperado pelo BTG.

Outra parte do aumento do lucro vem da redução do endividamento das companhias. A relação entre a dívida das empresas e sua geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Lajida ou Ebitda) caiu de 2 vezes no fim de 2015 para 1,7 vezes no fim de 2018. E essa redução deve continuar este ano e no próximo.

O receio, porém, é que a piora da economia se agrave e acabe reduzindo esse lucro das empresas e leve os bancos a revisarem suas projeções de lucros. Foi o que aconteceu no ano passado, lembra o BTG.

As indicações de cada corretora

Confira abaixo as indicações das corretoras para este mês. Na XP Investimentos, a novidade é que a corretora vai deixar de atribuir pesos para as indicações, já que eles eram pouco seguidos pelos investidores. A maioria pegava apenas os nomes e montava carteiras dividindo o dinheiro igualmente entre elas. Como o levantamento do Portal do Pavini não considera os pesos, não há mudança.

Indicações de maio
Corretora Empresa Código Rent. Abril
BB Investimentos Alupar Unit ALUP11 -0,20%
CSN ON CSNA3
RaiaDrogasil RADL3
Bradesco PN BBDC4
Localiza ON RENT3
MRV MRVE3
Magazine Luíza MGLU3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Petrobras PN PETR4
Taesa Unit TAEE11
Santander Itaú Unibanco ITUB4 -1,78%
Braskem PNA BRKM5
Banco do Brasil BBAS3
Ultrapar ON UGPA3
CVC Brasil CVCB3
Azul PN AZUL4
Localiza ON RENT3
ETF S&P 500 BOVA11
Guide Investimentos B3 B3SA3 2,50%
Banco do Brasil BBAS3
Gerdau PN GGBR4
Localiza ON RENT3
Engie ON EGIE3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Cyrela ON CYRE3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Rumo ON RAIL3
Petrobras PN PETR4
Terra Investimentos Petrobras PN PETR4 -2,81%
BRF ON BRFS3
Braskem PNA BRKM5
Banco do Brasil ON BBAS3
Gerdau PN GGBR4
Embraer ON EMBR3
Via Varejo ON VVAR3
Coinvalores Magazine Luíza MGLU3 1,60%
CCR CCRO3
Suzano ON SUZB3
Banco do Brasil BBAS3
Trisul ON TRIS3
Cosan ON CSAN3
Iguatemi ON IGTA3
B3 B3SA3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Petrobras PN PETR4
Even EVEN3
Rumo Logística RAIL3
SulAmerica Unit SULA11
Vale ON VALE3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Bradesco/Ágora Banco do Brasil BBAS3 -0,40%
Cemig PN CMIG4
Sanepar Unit SAPR11
Pão de Açúcar PN PCAR4
Petrobras PN PETR4
Gerdau PN GGBR4
Burger King ON BKBR3
Tenda TEND3
Lojas Renner LREN3
Vale ON VALE3
Itaú Corretora Azul PN AZUL4 ND
Bradesco PN BBDC4
Kroton ON KROT3
Minerva ON BEEF3
Unidas LCAM3
XP Invest Gerdau PN GGBR4 ND
Banco do Brasil BBAS3
Bradesco PN BBDC4
Lojas Renner ON LREN3
AES Tietê Unit TIET11
Azul ON AZUL4
Localiza ON RENT3
JBS ON JBSS3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Vale ON VALE3
Socopa Corretora Hypera HYPE3 8,94%
Ambev ON ABEV3
Kroton ON KROT3
Fleury ON FLRY3
CCR ON CCRO3
BTG Pactual Bradesco PN BBDC4 2,30%
Cosan ON CSAN3
Petrobras PN PETR4
Linx LINX3
CVC Brasil CVCB3
Lojas Renner LREN3
Suzano ON SUZB3
IRB Brasil ON IRBR3
Localiza ON RENT3
Oi ON OIBR3
Mirae Asset Cosan ON CSAN3 -1,70%
Cemig PN CMIG4
Banco do Brasil BBAS3
Itausa PN ITSA4
Multiplan ON MULT3
CCR CCRO3
Petrobras PN PETR4
Pão de Açúcar PN PCAR4
Sanepar Unit SAPR11
Vale ON VALE3
Necton Investimentos Petrobras PN PETR4 2,60%
Bradesco PN BBDC4
Braskem PNA BRKM5
BB Seguridade ON BBSE3
Cosan ON CSAN3
BR Distrib. ON BRDT3
Iochpe-Maxion MYPK3
ETF Small Cap SMAL11
Guararapes ON GUAR3
Oi ON OIBR3
Toro Invest Banco do Brasil ON BBAS3 -1,30%
Guararapes ON GUAR3
IRB Brasil ON IRBR3
Movida ON MOVI3
ISA CTEEP PN TRPL4
Planner Corretora Braskem PNA BRKM5 -3,17%
AES Tietê Unit TIET11
Camil ON CAML3
Klabin Unit KLBN11
Fleury ON FLRY3
Lojas Americanas PN LAME4
Usiminas PNA USIM5
Tupy ON TUPY3
Valid ON VLID3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Genial Investimentos Ser Educacional SEER3 1,27%
JSL JSLG3
Energisa Unit ENGI11
Bradesco PN BBDC4
Copasa ON CSMG3
BR Malls ON BRML3
TIM Part. ON TIMP3
Duratex ON DTEX3
Cemig PN CMIG4
Valid ON VLID3
Safra Corretora Itaú Unibanco PN ITUB4 -1,1
Bradesco PN BBDC4
IRB IRBR3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Localiza ON RENT3
Lojas Americanas PN LAME4
Petrobras PN PETR4
Bradespar PN BRAP4
Randon Part RAPT4
B3 B3SA3
Klabin Unit KLBN11
Kroton ON KROT3
Banco do Brasil ON BBAS3
Vale ON VALE3
CSN ON CSNA3
Rumo ON RAIL3
BR Distrib ON BRDT3
Energisa Unit ENGI11
Elite Invest BR Distribuidora BRDT3 1,30%
Braskem PNA BRKM5
Fleury ON FLRY3
IRB Brasil ON IRBR3
Magazine Luíza MGLU3
MRV ON MRVE3
Petrobras PN PETR4
Sabesp ON SBSP3
Suzano ON SUZB3
Usiminas PNA USIM5

Fonte: Corretoras. As indicações não consideram os pesos para cada ação sugeridos pelas corretoras em suas carteiras. A rentabilidade em abril é mensal e fornecida pelas corretoras. ND é não disponível. 

Deixe um comentário