Bom dia, Investidor! 22 de maio de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

Destaques corporativos

BRF: BRF (BRFS3) busca por um sócio estratégico para ingressar no mercado de carne de frango na Arábia Saudita. Para isso, a empresa estuda oferecer uma participação minoritária em alguns de seus ativos, diz o Valor Econômico.

Petrobras: Petrobras (PETR4) informou ontem à noite que manifestou ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) o interesse em exercer o direito de preferência na licitação dos volumes excedentes ao Contrato de Cessão Onerosa no regime de Partilha de Produção, nos termos da Lei 12.351/2010 e do Decreto Federal 9.041/2017.

Braskem: Os acionistas da Braskem (BRKM5) devem deliberar hoje, em assembleia geral extraordinária, a troca de membros do conselho de administração, como parte da revisão de processos e controles internos que acabou provocando a não entrega do formulário 20-F dentro do prazo, diz o Valor Econômico.

Caixa: Caixa anunciou ontem ainda que que fará um programa de recuperação de crédito com o objetivo de resolver dívidas de 3 milhões de clientes. A instituição pretende recuperar ao menos R$ 1 bilhão em créditos que já estavam fora do balanço, lançados como prejuízo.

CSN: CSN (CSNA3) está em negociações com duas empresas chinesas, Citic e China Minmetals, para a venda antecipada do fluxo futuro de minério de ferro, segundo o Valor Econômico. A medida, conhecida como “streaming”, poderá garantir uma receita de cerca de US$ 500 milhões nessa primeira etapa.

Suzano: Suzano (SUZB3) fez uma captação de US$ 1,250 bilhão no mercado internacional em duas operações ontem, informa o Valor Econômico. A primeira no montante de US$ 1 bilhão terá vencimento em 2030 e a outra, de US$ 250 milhões, em 2047.

Santander: Em entrevista ao Valor, o presidente do Santander (SANB11), Sérgio Rial, disse que o banco acelerou a oferta de crédito antes dos concorrentes e que, neste momento, é necessário andar com mais cautela.

Recomendação de ativos

Petrobras: A recomendação do Banco Safra para o papel da Petrobras é de outperform (desempenho acima da média do mercado), com preço-alvo de R$ 33,40 para as ordinárias (PETR3) e R$ 31,8 para as preferenciais (PETR4).

Magazine Luiza: BB Investimentos revisou para cima as estimativas para as ações do Magazine Luiza (MGLU3). O valor passou de R$ 193,50 para R$ 194,40, o que representa um potencial de valorização de aproximadamente 15%. A recomendação foi de neutra para outperform (desempenho acima da média do mercado).

Notícias

Investimento estrangeiro: O plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem à noite a Medida Provisória que autoriza o investimento de até 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras. No entanto, os deputados vetaram a permissão para que as companhias cobrem por bagagens despachadas. O texto precisará ser aprovado ainda hoje pelo Senado Federal para que não perca a sua validade.

Segundo o Estadão, da forma como aprovada, a MP permite ao passageiro levar, sem cobrança adicional, uma bagagem de até 23 kg nas aeronaves acima de 31 assentos. Esse dispositivo não fazia parte da proposta original enviada ao Congresso. O texto libera que empresas estrangeiras possam operar rotas domésticas no País.

Commodities

Petróleo Brent: O barril do petróleo Brent, com data de vencimento em julho deste ano e negociado no mercado de futuros em Londres, abriu a sessão desta quarta-feira, 22, em baixa. A commodity iniciou o dia cotada a US$ 71,72, variando 0,59% quando comparado ao fechamento da sessão anterior.

Minério de ferro: A jornada desta quarta-feira na bolsa de mercadorias e futuros da cidade chinesa de Dalian foi mais uma vez marcada pela valorização dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo registrou avanço de 3,41%, encerrando assim o dia a 728,00 iuanes por tonelada.

Câmbio

O dólar opera em queda nesta quarta-feira (22), com investidores monitorando o cenário político e a tramitação da reforma da Previdência. Às 9h04, a moeda norte-americana caía 0,14%, vendida a R$ 4,0423. No dia anterior, a divisa dos Estados Unidos recuou 1,35%, a R$ 4,0478, após ter subido por quatro sessões consecutivas.

Agenda econômica

CapturadeTela2019-05-22às09.25.26

Deixe um comentário