Bom dia, Investidor! 24 de maio de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

Destaques corporativos

Braskem (BRKM5): Estadão destaca que a situação do Grupo Odebrecht, um dos pivôs da Operação Lava Jato, deve complicar a venda da Braskem, que está sendo negociada com a holandesa LyondellBasell. Segundo a publicação, as negociações, que podem trazer cerca de R$ 20 bilhões ao grupo, esfriaram na esteira de uma série de más notícias envolvendo a Braskem.

Cielo (CIEL3): A Cielo informou que fará uma emissão de debêntures no montante de R$ 3 bilhões. A empresa afirmou que os recursos serão utilizados para reperfilamento de dívidas e que, até três dias antes do procedimento de bookbuilding, pode haver uma redução no valor final. Entretanto, o valor mínimo deverá ser de R$ 2 bilhões.

Oi (OIBR4): A Oi informou que o juiz da recuperação judicial da companhia decidiu que o aumento da remuneração dos membros do conselho de administração não dever ser implementado. Segundo o juiz Fernando Cesar Ferreira Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, “soa até estranho que esses novos conselheiros entendam, logo no início de sua atuação, em aumentar sua remuneração, em patamar tão elevado.”

Pão de Açúcar (PCAR4): Controladora do grupo Casino, dono do GPA, a holding Rallye obteve ontem da Justiça francesa a aprovação de um plano de proteção contra credores. Segundo o jornal Valor Econômico, a medida, semelhante à recuperação judicial brasileira, deve durar seis meses.

Comgás (CGAS5): A Comgás informou que a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) concluiu a 4ª Revisão Tarifária Ordinária da companhia, referente ao período de 31 de maio de 2018 a 30 de maio de 2024.

Recomendação de ativos

Vale: Após a divulgação dos resultados do primeiro trimestre, e com informações mais acuradas com relação aos efeitos pós-tragédia de Brumadinho tanto na Vale (VALE3) quanto no mercado externo, o BB Investimentos ajustou o preço-alvo para as ações da mineradora, de R$ 62 para R$ 55,50, mantendo a recomendação de Outperform (acima da média do mercado, ou compra).

Natura (NATU3): Após o anúncio da operação de compra da Avon, a Natura foi rebaixada “market perform” pelo Banco do Brasil. Além disso, a Fitch colocou o rating da Natura em “negative watch” após o acordo com a Avon, destaca a Bloomberg.

Notícias

IPCA-15: O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,35% em maio, a maior para o mês desde 2016, quando ficou em 0,86%, aponta o levantamento divulgado nesta sexta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em abril, a alta havia sido de 0,72%.

Commodities

Petróleo Brent: O barril do petróleo Brent, com data de vencimento em julho deste ano e negociado no mercado de futuros em Londres, abriu a sessão desta sexta-feira, 24, em baixa. A commodity iniciou o dia cotada a US$ ,35, variando 0,85% quando comparado ao fechamento da sessão anterior.

Câmbio

Dólar: O dólar opera em queda nesta sexta-feira (24). Às 9h02, a moeda norte-americana caía 0,13%, vendida a R$ 4,0424. No dia anterior, a a divisa dos Estados Unidos terminou vendida a R$ 4,0475, em alta de 0,18%.

Agenda econômica

CapturadeTela2019-05-24às09.23.26

Deixe um comentário