Bovespa encerra a quinta-feira abaixo dos 90 mil pontos

LinkedIn

O principal indicador da bolsa paulista, o Ibovespa, fechou em queda nesta quinta-feira (16), com investidores preocupados com o cenário político e o crescimento fraco da economia.

O índice caiu 1,75%, a 90.024 pontos – na menor pontuação do ano, e a mais baixa desde dezembro.  Já o dólar fechou em R$ 4,0352, maior cotação desde setembro.

Destaques

Vale (VALE3caiu 3,2%, revertendo ganhos de boa parte da sessão quando acompanhou papéis de mineradoras em pregões europeus. A empresa comunicou o Ministério Público de Minas Gerais nesta quinta-feira que o talude de mina em Barão de Cocais pode se romper a partir de domingo, podendo ocasionar a ruptura também da Barragem Sul Superior.

A ação preferencial do Itaú (ITUB4) perdeu 1,3% e a do Bradesco (BBDC4), 1,2%, reflexo do sentimento mais negativo no país, com Banco do Brasil (BBAS3) cedendo 3,1%.

O papel preferencial da Petrobras (PETR4) encerrou em baixa de 2,4%, mesmo com a elevação dos preços do petróleo no mercado internacional, também afetada pelo clima adverso nos negócios.

A Embraer (EMBR3) caiu 3,9%, no segundo pregão seguido de queda forte, após divulgar na quarta-feira que ampliou o prejuízo no primeiro trimestre, reflexo da queda na receita causada por menos entregas de aviões no período.

A Gol (GOLL4) recuou 7,4% com alta do dólar frente ao real e delação premiada de sócio da companhia envolvendo pagamento de propinas a políticos. No setor, a Azul (AZUL4) caiu 3,8%.

Na ponta positiva, a Marfrig (MRFG3) saltou 7,9%, após reverter prejuízo e fechar o primeiro trimestre com lucro, apoiada sobretudo em melhores preços nas operações da América do Norte. As ações do setor de proteínas têm se beneficiado de expectativas de demanda maior devido ao surto de febre suína africana na China. JBS (JBSS3) subiu 3,1% e BRF (BRFS3) avançou 1,7%.

Dólar

O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (16), acima do patamar de R$ 4. A moeda norte-americana subiu 0,97%, vendida a R$ 4,0352. É o maior patamar de fechamento desde 28 de setembro do ano passado (R$ 4,0378). Na máxima da sessão, o dólar chegou a R$ 4,0411. Neste ano, a moeda já acumula alta de 4,16%.

O Banco Central vendeu nesta quinta-feira todos os 5,05 mil swaps cambiais tradicionais ofertados em leilão para rolagem do vencimento julho. Em 11 operações, o BC já rolou US$ 2,778 bilhões, de um total de US$ 10,089 bilhões a expirar em julho.

O estoque de swaps do BC no mercado é de US$ 68,863 bilhões.

Dica ADVFN: Invista em mercados com liquidez e com mais alternativas para proteçãoAbra conta na sua primeira corretora de valores nos Estados Unidos

Deixe um comentário