Bovespa fecha em alta e volta aos 91 mil pontos

LinkedIn

O principal indicador da bolsa paulista, a B3, subiu nesta segunda-feira (20), após ter encerrado a semana passada abaixo dos 90 mil pontos, com investidores atentos à cena política e aos desdobramentos da reforma da Previdência e de olho no cenário externo após piora da relação comercial entre Estados Unidos e a China.

O Ibovespa subiu 2,17%, a 91.946 pontos.

Destaques

As ações ordinárias da Petrobras subiram 1,85% e as preferenciais avançaram 3,40%. Os papéis do Itaú e do Bradesco também tiveram elevação, ajudando a sustentar o avanço do Ibovespa devido ao peso importante que têm no índice.

Vale caiu 2,03%, após a notícia de que as estruturas da barragem da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), podem se romper ainda nesta semana.

No ano, a bolsa acumula alta de 4,62%.

Dólar

Após bater em R$ 4,12, o dólar fechou em leve alta nesta segunda-feira (20). A moeda dos Estados Unidos subiu 0,1%, fechando em R$ 4,1033. Na mínima do dia chegou a R$ 4,0782, e na máxima bateu R$ 4,1219, maior cotação intradia desde 25 de setembro (R$ 4,1414). No ano, o dólar acumula alta de 5,91%. Já o dólar turismo fechou o dia vendido perto de R$ 4,26, sem considerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

O Banco Central vendeu nesta segunda-feira todos os 5,05 mil swaps cambiais tradicionais ofertados em leilão para rolagem do vencimento julho. Em 13 operações, o BC já rolou US$ 3,283 bilhões, de um total de US$ 10,089 bilhões a expirar em julho. O estoque de swaps do BC no mercado é de US$ 68,863 bilhões.

Dica ADVFN: Invista em mercados com liquidez e com mais alternativas para proteçãoAbra conta na sua primeira corretora de valores nos Estados Unidos

Deixe um comentário