Cemig investe R$ 167,5 milhões no sistema elétrico de MG no 1T19

LinkedIn

A Cemig (BOV:CMIG4) investiu R$ 167,5 milhões no sistema elétrico mineiro somente nos três primeiros meses de 2019, conforme informações do balanço da companhia, divulgado nesta quinta-feira (16). Até o fim do ano, a previsão da Cemig é de que os investimentos para melhoria da rede elétrica na sua área de concessão superem R$ 1 bilhão.

De acordo com o diretor de Finanças e Relacionamento com Investidores da Cemig, Mauricio Fernandes, os recursos foram destinados, principalmente, para a execução de obras de expansão e melhoria das redes de alta, média e baixa tensão. “A empresa investe de forma contínua para fomentar o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. E as melhorias no sistema elétrico são fundamentais para garantir a qualidade do serviço e, consequentemente, a satisfação dos clientes”, explicou.

Resultado da Cemig no 1º trimestre

No primeiro trimestre deste ano, a Cemig registrou lucro líquido de R$ 797 milhões e a geração de caixa, medida pelo Lucro Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Lajida), foi de aproximadamente R$ 1,5 bilhão, o que representa alta de 45,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a receita líquida foi R$ 5,9 bilhões, com 19,81% de crescimento.

Um dos principais destaques dos resultados foi o crescimento de 5,1% na venda de energia para os clientes finais da Cemig Distribuição. A energia faturada aos clientes cativos e a energia transportada para clientes livres e distribuidoras, com acesso às redes da Cemig D, no primeiro trimestre de 2019, totalizou 11,3 gigawatts (GWh), com acréscimo de 4,08% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já o total da dívida consolidada da Cemig teve uma redução de 4,30% em relação ao trimestre anterior, passando de R$ 14,8 bilhões para R$ 14,1 bilhões em 31 de março deste ano. Maurício Fernandes destaca que a companhia tem se esforçado para diminuir as despesas operacionais, além de implementar programas contra a inadimplência dos clientes e intensificar ações contra fraudes na rede de distribuição da companhia.

“Aumentamos o combate a ligações irregulares e clandestinas nos 774 municípios de nossa área de concessão para reduzir os prejuízos financeiros causados pelo furto de energia. Somente no ano passado, essa prática criminosa trouxe prejuízo de R$ 450 milhões à Cemig”, acrescenta o diretor.

Deixe um comentário